Muitos estudantes me perguntam como ingressar na

carreira de Tecnologia da Informação. Diferente do que muitos pensam,

essa é uma das áreas onde há mais chances de crescimento rápido, e o

melhor: não é tão difícil começar. Para jovens que estão prestes a

concluir o Ensino Fundamental, este é o melhor momento para escolher a

carreira.

Qual a sua vocação? Você gosta de videogame? Gosta

de navegar na internet? Que tal ser um dos profissionais por trás desse

universo? Atrás de computador, celular, videogame e praticamente todos

os produtos eletrônicos, há muitos profissionais de TI.

vários cursos técnicos gratuitos para estudantes de Ensino Médio. O

Centro Paula Souza (CPS), por exemplo, por meio das ETECs (escolas

técnicas estaduais - www.centropaulasouza.sp.gov.br), oferece cursos

com um ano e meio de duração em todo o Estado. Outra opção muito boa,

para quem mora em Indaiatuba, interior de São Paulo, é o curso de TI

oferecido pela Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura (Fiec -

www.fiec.com.br), que teve seu conteúdo totalmente atualizado este ano.

Ao

sair de um desses cursos, o aluno está pronto para ingressar no que

chamamos de posições de base da carreira de TI. Com o conhecimento das

principais ferramentas usadas no mercado, o aluno pode se tornar

técnico de suporte remoto junior ou programador junior - na primeira,

vai atender a usuários de sistemas de computador e auxiliá-los na

determinação e solução de problemas; como programador, vai desenvolver

inicialmente programas simples, que fazem parte de um conjunto que

forma um sistema mais complexo.

Outra opção interessante é o

Programa Oficina do Futuro (www.oficinadofuturo.org.br), que oferece um

curso à distância de Fundamentos de TI.

Esse, além de prover

um conteúdo básico de informática para quem não sabe nada sobre o

assunto, ainda funciona como ‘porta de entrada’ para vários cursos

presenciais que qualificam o aluno para posições de operador de

sistemas distribuídos, operador de sistemas de grande porte ou

programador Java.

Curso superior

Se você já tem

um curso técnico de TI, pode atualizar-se fazendo um curso superior em

uma Faculdade de Tecnologia (Fatec) ou especializar-se em um dos cursos

pós-técnicos oferecidos pelo CPS, que, atualmente, oferece cursos que

formam programadores e operadores especializados, que têm uma grande

procura no mercado de trabalho.

Uma vantagem tanto dos cursos

do CPS como os da Fiec é que ambos oferecem um conteúdo técnico

atualizado, além do idioma inglês, que é um pré-requisito básico para a

maior parte das vagas oferecidas no segmento.

O mercado de TI,

por apresentar um crescimento acentuado, além de muitas vagas para

posições de entrada, oferece oportunidades ao longo do desenvolvimento

na carreira. Dessa forma, aquele que continua sua formação, seja

fazendo uma faculdade de TI ou um curso de especialização, tem

condições de conquistar espaço e multiplicar o seu salário muito

rapidamente.

O leque de bifurcações nessas carreiras é enorme,

desde a especialização técnica em um produto como um banco de dados ou

sistema operacional, até a especialização em arquiteturas de sistemas,

gestão de projetos, consultoria, desenvolvimento de novos aplicativos,

entre outros.

Com um déficit de profissionais da ordem de 100

mil pessoas em 2008, esse mercado continuará a crescer na ordem de 20%

a 30% ao ano, gerando oportunidades principalmente no setor de

exportação de serviços, onde o Brasil concorre com a Índia e a China e

tem se destacado pela qualidade dos seus profissionais e serviços

prestados.

O crescimento acelerado aliado à falta de

profissionais qualificados configura um excelente momento para quem

quer fazer parte desta carreira desafiadora.