Entrar em uma faculdade federal é o sonho de muitos alunos brasileiros. Com processos seletivos bastante concorridos e um número de vagas restrito, a realização desse sonho demanda muitos meses de preparação.

Pensando nisso, preparamos este artigo no qual mostramos a você quais são as maneiras de conseguir uma vaga em uma universidade federal. Confira!

Como entrar em uma faculdade federal

Cada universidade utiliza um processo seletivo diferente: enquanto algumas mantêm o sistema de vestibular, outras participam do Sisu, programa governamental que concede vagas aos alunos a partir da nota obtida no Enem.

Entenda melhor como entrar em uma faculdade federal:

Enem

Atualmente, a maneira mais popular de conseguir uma vaga nas universidades federais é por meio do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. As provas, que acontecem todo ano, são utilizadas por grande parte das instituições como forma de ingresso.

Na maioria dos casos, basta prestar o exame e se inscrever no Sisu (Sistema de Seleção Única). As vagas são concedidas de acordo com a pontuação obtida por cada candidato no curso escolhido: quem obtiver as maiores notas entra.

No entanto, há universidades federais que trabalham com sistema misto, que soma a nota do Enem ao desempenho do aluno no vestibular interno. Falaremos um pouco mais sobre isso adiante.

Sisu

Como adiantamos, o Sisu é um programa governamental que concede vagas nas faculdades federais. Atualmente, mais de 120 instituições em todo o Brasil já aderiram ao programa.

Para se inscrever no Sisu, é necessário ter feito o Enem mais recente e obtido nota acima de zero na redação. A pontuação geral do exame será utilizada como base para a classificação. O Sisu acontece no início de cada semestre e não exige limite de renda.

Dentre as universidades federais que substituíram o vestibular tradicional pelo Sisu estão:

  • Universidade Federal do ABC (UFABC)
  • Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

Vestibular tradicional

Muitas universidades federais ainda empregam o vestibular tradicional para ingresso em seus cursos. Em alguns casos, como a Unifesp, em São Paulo, o Enem é utilizado como primeira fase do vestibular: se o candidato obtiver a pontuação mínima exigida, ele pode fazer a segunda fase, que será uma prova aplicada pela própria instituição.

No vestibular tradicional, o candidato realiza uma prova de conhecimentos elaborada pela universidade ou entidade designada e poderá ser aprovado de acordo com seu desempenho e classificação.

Vestibular misto

Neste sistema, a universidade soma a pontuação obtida pelo candidato no Enem ao seu desempenho no vestibular aplicado pela própria instituição. A nota alcançada no Enem poderá ter pesos diferentes, de acordo com os critérios de cada universidade.

Vestibular seriado 

O Programa de Avaliação Seriada é um modelo de vestibular mais raro e aplicado em poucas instituições federais. Ele consiste em avaliar o aluno ao longo de todo o ensino médio, desde o primeiro ano, por meio de aplicação que provas que determinam o aprendizado dos conteúdos escolares. 

Os candidatos são selecionados por meio de uma média obtida nos exames aplicados. Cada universidade possui seus próprios critérios de avaliação. Dentre as que utilizam esse modelo estão:

  • Universidade de Brasília (UnB)
  • Universidade do Estado do Amazonas (UEA)
  • Universidade de Pernambuco (UPE)
  • Universidade Federal de Roraima (UFRR)
  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Teste de Habilidade Específica (THE)

Em cursos relacionados às carreiras artísticas, como Música, Canto, Direção Teatral e outros, algumas universidades federais exigem ainda que o candidato passe por um Teste de Habilidade Específica (THE) para conseguir a vaga.

Onde estudar com a nota do Enem se não conseguir entrar em uma faculdade federal?

As universidades públicas não são as únicas instituições que aceitam a nota do Enem para ingresso em seus cursos. Atualmente, muitas faculdades particulares participam do ProUni, programa governamental que concede bolsas de estudo parciais ou integrais para alunos de baixa renda. 

Também há dezenas de instituições particulares que utilizam a nota do Enem como forma de ingresso em cursos de graduação presenciais e EAD, sem que o candidato precise prestar vestibular.

Algumas exigem pontuação mínima, enquanto outras têm como requisito apenas que o candidato não tenha zerado a redação. Além disso, várias delas ainda oferecem bolsas de estudo a partir da pontuação obtida no Enem! 

Para te ajudar a escolher uma boa instituição, selecionamos faculdades particulares reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC, onde você pode ingressar com a nota do Enem e ainda conseguir bolsas de estudo! Conheça:

Além das bolsas de estudo, as faculdades listadas acima ainda oferecem facilidades financeiras, como convênios, descontos e financiamentos sem burocracia.

Veja também:

Conheça as faculdades que participam do ProUni

Descubra o que é Bolsa Universidade e se você consegue uma!

Agora que você sabe como entrar em uma faculdade federal, conta para a gente: que curso pretende fazer? Responda nos comentários!