O curso de Produção Editorial, ou curso de Editoração, dura 4 anos e prepara profissionais ligados à produção e edição de publicações nos mais variados formatos e meios, em qualquer tipo de obra impressa ou eletrônica: livros, revistas, catálogos, folhetos, material promocional, websites, audiobooks, livros eletrônicos (e-books), produções multimídia, materiais interativos e baseados em novas tecnologias, como os celulares e tablets.

[Ache os cursos e faculdades ideais para você]

É o profissional de produção editorial que planeja, determina, coordena ou mesmo executa as atividades relacionadas a todo o processo de produção de uma publicação impressa ou eletrônica. Entre essas atividades, podemos citar: definição do conteúdo, formato do material, ilustrações, design, papel ou suporte, linguagem, tiragem, estratégia de lançamento e de distribuição.

Como é o curso de Produção Editorial

As disciplinas do curso de editoração, ou produção editorial, variam entre as mais básicas relacionadas à área de humanas - como filosofia, teoria da comunicação, antropologia e sociologia - e as mais específicas e profissionalizantes - como marketing editorial, produção de livros e comunicação visual. Entre as matérias que se pode encontrar num curso de produção editorial, estão:

• Comunicação e Expressão

• Cultura Brasileira

• Design Editorial

• Design Hipermídia

• Edição de Livros Escolares

• Editoração

• Ética

• Filosofia

• Fotografia e Imagem

• História do Livro

• Laboratório de Produção Editorial

• Legislação da Indústria Editorial

• Linguagem Audiovisual

• Língua Portuguesa: Revisão de Texto

• Livros Infantis e Juvenis

• Marketing Editorial

• Mercado Editorial Nacional e Internacional

• Políticas Públicas de Leitura

• Produção Gráfica

• Semiótica

• Sociologia

• Tecnologia Digital para Editoração

• Teoria da Comunicação

• Teoria e Método de Pesquisa

• Teoria Literária

De maneira geral, o curso de Produção Editorial (ou Curso de Editoração) prepara os alunos para atuarem na produção, processamento e divulgação de informações em qualquer meio (eletrônico, digital, impresso) e capacita-os a coordenar aspectos relacionados ao conteúdo, ao formato, ao mercado e à distribuição de produtos editoriais.

Ao final do curso, o estudante de produção editorial deve estar capacitado a:

- criar, planejar, coordenar e elaborar produtos editoriais gráficos, audiovisuais e virtuais,

- fazer uso correto da Língua Portuguesa e estruturas de linguagem adequadas aos veículos em que atuar

- dominar os processos de edição de texto, áudio e imagem,

- elaborar estratégias de marketing editorial e de comercialização de produtos editoriais,

- identificar oportunidades, desenvolver projetos e administrar os custos de produções editoriais.

Mercado de Trabalho de Produção Editorial

Uma pesquisa sobre Produção e Vendas do Mercado Editorial, realizada em 2011 pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE/USP), revelou um crescimento de 7,2% no total de livros vendidos pelas editoras brasileiras com relação ao ano anterior. Esse é apenas um dos indícios de que o mercado de produção editorial está em expansão.

Novos formatos - como e-books e audiobooks - e novas tecnologias de produção e impressão impulsionam o surgimento de empresas especializadas nesses processos digitais, oferecendo novas oportunidades para jovens e inovadores profissionais.

O profissional de Produção Editorial pode atuar em diversas áreas dessa indústria, em grandes ou pequenas editoras, produtoras de vídeo e multimídia, agências digitais, grandes empresas ou mesmo como consultores independentes e prestadores de serviço autônomos. É comum encontrar profissionais desse ramo que atuam como free-lancers, trabalhando em seus pequenos escritórios, ou mesmo em casa.

  • Arte e Design: nessa área, o profissional determina o visual do produto (impresso ou eletrônico), decidindo ou executando a capa e/ou projeto gráfico, a distribuição e formatação dos textos, imagens e ilustrações, cores, iconografia etc., além de determinar o tipo de papel, no caso dos impressos. Pode também acompanhar, coordenar e controlar os processos relacionados à produção, tais como: impressão, revisão de provas e montagem.
  • Produção de texto: atuando principalmente em editoras, seja como funcionários ou prestadores de serviço, são os responsáveis pela preparação e revisão de originais, provas e arte final, identificando e corrigindo erros em todo tipo de textos. 

  • Consultoria e marketing editorial: entre as atribuições de quem se dedica ao marketing editorial estão o estudo das tendências de mercado, identificação de oportunidades de negócio, definição e pesquisa sobre o perfil do público. Também pode definir a estratégia de lançamento e distribuição de um produto editorial e realizar a definição e adequação da linguagem. 
  • Seleção e edição: com visão ampla do negócio, os profissionais de seleção e edição têm papel determinante na escolha das obras a serem publicadas e produtos editoriais a serem lançados. Eles acompanham diversos processos, como a tradução, a redação a adaptação e produção do material, além de definirem mercadologicamente o conteúdo e o formato da obra. 
  • Editoração eletrônica:  nessa área, que tem uma oferta grande de cursos técnicos e profissionalizantes, cuida-se de produzir a parte gráfica do produto, aplicando as definições de design à publicação utilizando programas de computador (software) específicos.
Para saber mais...

A Companhia das Letras , uma das maiores editoras do Brasil, criou uma seção em seu blog em que fala do processo de editoração, sobretudo de livros e e-books, a partir das pessoas que ali trabalham. Pelos perfis, entrevistas e vídeos do blog é possível entender um pouco mais sobre esse mercado. O nome da seção é "Da Casa" e você pode acessar o material aqui.