O que é um curso técnico

O curso técnico é um curso de nível médio. Ele combina conhecimentos teóricos e práticos, geralmente relacionados a uma profissão específica. No Brasil, o ensino é organizado nos seguintes níveis:

- Ensino Fundamental: do primeiro ao nono ano de estudo, normalmente dos seis aos quatorze anos de idade, se o aluno não repetir nenhum ano.

- Ensino Médio: da primeira à terceira série, normalmente entre os quinze e os dezessete anos, se o aluno não repetir nenhuma série

- Ensino Superior: é quando o aluno entra em alguma faculdade, universidade ou instituição de ensino superior

Quem quiser fazer um curso técnico precisa terminar primeiro o ensino fundamental, ou seja, é necessário ter estudado pelo menos até o nono ano do ensino fundamental.

Tipos de curso técnico

O curso técnico pode ser feito junto com as três séries do ensino médio, depois do ensino médio, ou em paralelo. Com relação à integração com o ensino médio, os tipos de curso técnico são:

Curso técnico integrado

É um curso que combina o ensino médio com o ensino técnico-profissionalizante em um só. Ou seja, além das matérias das três séries do ensino médio, o aluno também aprende uma profissão, com conhecimentos práticos relacionados a ela. O curso técnico dura três anos e, ao se formar nesse tipo de curso, o aluno recebe dois certificados: o certificado de conclusão do ensino médio e o diploma de técnico. A duração do curso técnico integrado é de três anos e a escolha da formação técnica precisa ser feita logo no processo seletivo.

Curso técnico concomitante

Concomitante significa junto com, em paralelo. Esse tipo de curso técnico, como o nome indica, é aquele em que o aluno faz o ensino médio em uma escola e o ensino técnico em outra, estudando nas duas em paralelo. Para poder fazer um curso técnico concomitante, é preciso estar matriculado na primeira série do ensino médio. Ou seja, o aluno faz duas matrículas em duas escolas diferentes. Ao se formar nos dois cursos, recebe os dois diplomas diferentes, um de cada escola: certificado de conclusão do ensino médio e diploma técnico. A duração desse tipo de curso vai depender do tempo em que o aluno leva para concluir as duas modalidades. O ensino médio normal dura três anos, já o curso técnico que é feito em paralelo costuma estar dividido em módulos, ou semestres, e normalmente dura entre um ano e meio e dois anos. Com isso, é possível concluir os dois cursos no período de três anos. Vale lembrar que, para fazer o curso técnico concomitante, o aluno tem que ter disponibilidade de horário para estudar nos dois lugares ao mesmo tempo.

Curso técnico subsequente

Nessa modalidade, o aluno precisa ter concluído todo o ensino médio. É um curso técnico que se faz depois de ter o certificado do ensino médio, com o objetivo de aprender uma profissão específica. Os cursos técnicos subsequentes têm duração de até dois anos e são organizados em módulos. Ao concluir o curso, o aluno ganha o diploma de técnico de nível médio.

Quando fazer o curso técnico

Para fazer um curso técnico junto com o ensino médio (curso técnico integrado), o aluno precisa ter concluído o ensino fundamental. Se já estiver cursando o ensino médio e quiser fazer um curso técnico em paralelo, em outra instituição (curso técnico concomitante), o aluno deve estar matriculado na primeira série do ensino médio. Já aqueles que preferem fazer um curso técnico subsequente, é necessário conseguir primeiro o certificado de conclusão do ensino médio.

Técnico, tecnólogo ou tecnológico?

A pessoa que conclui um curso técnico, em qualquer uma das modalidades, recebe o diploma de nível médio. Com esse diploma, o aluno pode ingressar imediatamente no mercado de trabalho, ou continuar seus estudos, seguindo para um curso de nível superior (em uma universidade, faculdade ou outra instituição de ensino superior). Já os cursos de tecnólogo, ou tecnológicos, são cursos de nível superior. Quem se forma com o diploma de tecnólogo pode seguir seus estudos fazendo uma especialização de nível superior, uma pós-graduação ou mesmo fazer outro curso de nível superior (bacharelado ou licenciatura).

Curso técnico gratuito

O governo brasileiro tem investido bastante na formação de profissionais de nível técnico. O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico em Emprego (Pronatec) é um exemplo desse investimento. O Pronatec oferece cursos gratuitos em escolas públicas federais, estaduais e municipais, nas unidades de ensino do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT), em instituições privadas de ensino superior e de educação profissional técnica de nível médio.

São três tipos de curso técnico gratuito oferecidos no Pronatec:

 - Curso técnico para quem concluiu o ensino médio, com duração mínima de um ano;

- Curso técnico para quem está matriculado no ensino médio, com duração mínima de um ano;

- Formação Inicial e Continuada ou qualificação profissional, que são cursos voltados para trabalhadores, estudantes de ensino médio e beneficiários de programas federais de transferência de renda, com duração mínima de dois meses.

Saiba mais sobre o Pronatec.

Profissões de nível técnico

As profissões de nível técnico estão presentes em vários setores da indústria e da economia brasileiras. O Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, elaborado pelo Ministério da Educação (MEC), organiza os cursos técnicos disponíveis no Brasil em 13 áreas, que chama de “eixos tecnológicos”.

- Ambiente e Saúde

- Controle e Processos Industriais

- Desenvolvimento Educacional e Social

- Gestão e Negócios

- Informação e Comunicação

- Infraestrutura

- Militar

- Produção Alimentícia

- Produção Cultural e Design

- Produção Industrial

- Recursos Naturais

- Segurança

- Turismo, Hospitalidade e Lazer

Vantagens do curso técnico

A principal vantagem para quem faz um curso técnico é conseguir entrar rapidamente no mercado de trabalho. De acordo com uma pesquisa divulgada pelo SENAI em 2013, a renda do trabalhador aumenta 24% depois que ele consegue um diploma de nível técnico. Além disso, logo no primeiro ano de formados, segundo a pesquisa, 72% dos alunos conseguem um emprego.