A Economia estuda a forma como a sociedade produz, distribui e consome bens materiais e serviços.

O economista é o profissional que analisa o contexto econômico e assim pode dizer se determinado projeto de uma empresa, ou setor público, possui viabilidade econômica. Além disso, existem outras áreas em que um profissional formado em Economia pode atuar, como comércio exterior e economia agroindustrial.

Conheça mais sobre o mercado de trabalho para economistas, como funciona a faculdade de Economia e onde é possível cursar esta graduação.

Faculdade de Economia

A faculdade de Economia, também conhecida como “Ciências Econômicas”, tem duração média de 4 anos. O grau é de  bacharelado e é possível cursar a graduação nas modalidades presencial e a distância.

O aluno matriculado na faculdade de Economia estuda disciplinas que abrangem conhecimentos em Ciências Exatas, Humanas e Políticas. Isto faz com que ele possa interpretar as diferentes vertentes do pensamento econômico e entender a evolução econômica do país e do mundo.

Além disso, o aluno de Economia estuda os processos de produção, distribuição, uso e acumulação de bens materiais e riquezas de uma sociedade. As oscilações do mercado financeiro, as ofertas de emprego, as relações econômicas com outros países, etc. também fazem parte do currículo desta graduação.

Ter afinidade com a Matemática é um dos requisitos para este profissional. Se O interesse por Ciências Humanas e Políticas também é uma característica importante para um economista.

Mercado de Trabalho para quem faz Economia

O economista cuida do patrimônio de pessoas, empresas e governos desenvolvendo planos econômicos de construção, ampliação e preservação deste patrimônio.

Ele tanto se ocupa com grandes questões, nacionais ou mundiais, quanto com atividades dentro de uma empresa ou indústria.

Um economista deve entender o contexto social e político da sociedade para então fazer estudos e análises de mercado.

Dentro de empresas privadas, o economista é o profissional que organiza os recursos com o objetivo de aumentar a produtividade da empresa. Já no setor público, o economista atua elaborando políticas públicas a fim de promover o crescimento da cidade, estado ou país, no intuito de garantir estabilidade e prosperidade econômica.

Mesmo disputando espaço no mercado de trabalho com administradores ou engenheiros, o economista se destaca devido às áreas de atuação profissional.

Conheça um pouco sobre as diferentes áreas que um economista pode atuar:

  1. Viabilidade Econômica de Projetos – Identifica se determinado projeto é viável ou não. Para isso, elabora estudos de mercado e comercialização, analisa os recursos disponíveis, fluxo de caixa, capacidade de pagamento e rentabilidade do investimento.
  2. Orientação Financeira – Identifica os investimentos mais rentáveis e aplicações que podem ser realizadas. Ele precisa conhecer as perspectivas do mercado e orienta sobre tipos de financiamentos e taxas de juros.
  3. Mercado Financeiro – Atua em bancos e corretoras. Faz estudos de mercado, elabora e acompanha fluxos de caixa e orçamentos de investimentos.
  4. Auditoria – Verifica a execução de contratos, convênios e certifica contas.
  5. Importação e Exportação – Faz uma análise do mercado global e sugere alternativas rentáveis de negócios entre empresas de diferentes países.
  6.  Economia Agroindustrial – Analisa as oportunidades agroindustriais, define custos e preços. Estuda a situação das colheitas e demanda por produtos e define a melhor maneira de colocá-los nos mercados nacional e internacional.
  7. Comércio Exterior – Compara a economia de outros países com a economia brasileira. Identifica e seleciona as melhores oportunidades de investimento internacional.
  8. Arbitragem – Soluciona impasses comerciais de natureza econômica entre empresas, evitando muitas vezes, processos jurídicos.
  9. Setor Público – Formula diretrizes e analisa os impactos econômicos das decisões políticas. Elabora orçamentos para ações determinadas pelo governo.
  10. Planejamento Estratégico – Avalia as oportunidades e riscos para empresas que desejam modificar seu planejamento econômico, redirecionar seus negócios ou adquirir outras empresas.

Onde estudar Economia

Existem no Brasil pouco mais de 200 instituições de ensino, credenciadas pelo MEC e em atividade, que oferecem o curso de Economia. Conheça algumas delas:

Grade Curricular da Faculdade de Economia

A matriz curricular da faculdade de Economia dependerá da instituição de ensino que oferece o curso. De maneira geral, encontramos as seguintes disciplinas na faculdade de Economia:

  • Administração
  • Ciências Sociais
  • Ciências Políticas
  • Contabilidade
  • Desenvolvimento Socioeconômico
  • Econometria
  • Economia Brasileira
  • Economia do Setor Público
  • Economia Monetária
  • Estatística
  • Formação Econômica do Brasil
  • História do Pensamento Econômico
  • História Econômica
  • Macroeconomia
  • Matemática
  • Matemática Financeira
  • Mercado de Capitais e de Futuros
  • Microeconomia
  • Sociologia

Você se interessou pela faculdade de Economia? Conte para a gente aqui nos comentários!