A Engenharia Química está mais presente em nosso cotidiano do que imaginamos. Carga de caneta esferográfica, esmalte de unha, potes plásticos para armazenar alimentos, tinta de pintar parede, produtos de limpeza, alguns alimentos e medicamentos, são resultados de processos químicos que transformaram matérias-primas em produtos úteis e apropriados para o nosso uso.

O trabalho de um engenheiro químico é criar técnicas de extração de matérias-primas e desenvolver processos industriais de transformação físico-química. Este profissional encontra oportunidades de emprego em empresas de petróleo e gás, indústria farmacêutica, papel e celulose, entre outras.

Saiba como funciona a faculdade de Engenharia Química, onde estudar esta graduação e como está o mercado de trabalho para um engenheiro químico.

Faculdade de Engenharia Química

A faculdade de Engenharia Química possui a habilitação em bacharelado, em geral é cursada em tempo integral e tem duração média de 5 anos.

Uma parte da estrutura curricular da graduação em Engenharia Química é formada por disciplinas de Matemática, Física e Química. Construir modelos matemáticos explicativos e de previsão é uma das atividades de um engenheiro químico.

A outra parte do currículo do curso apresenta as disciplinas específicas sobre Materiais (Resistência, Corrosão, Estática e Reações Químicas) e Engenharia Bioquímica.

Durante a faculdade de Engenharia Química o aluno terá, além das disciplinas teóricas, várias aulas práticas em laboratórios de manipulação de materiais onde aprenderá técnicas de desenvolvimento de novos produtos.

Perfil do Profissional

Espera-se que um profissional da área de Engenharia tenha habilidade com cálculos matemáticos e saiba transpor suas ideias para o mundo real no intuito de solucionar problemas. Com a Engenharia Química não é diferente e, além de habilidade com a  Matemática, este profissional precisa ter bons conhecimentos em Física, Química e Biologia.

Outras características de um engenheiro químico são: gosto pela tecnologia, curiosidade e interesse em fazer experimentos.

Mercado de trabalho para quem faz Engenharia Química

As melhores oportunidades de emprego para quem faz Engenharia Química estão nas empresas de exploração de petróleo.

Nas áreas mais tradicionais onde um engenheiro químico pode atuar (como a indústria de polímeros e de tintas e vernizes), existe uma constância de ofertas de emprego.

Especialistas apontam que nos próximos anos o número de ofertas de emprego em Engenharia Química irá superar em muito o número de profissionais recém graduados nessa área. Com isso, sobrarão vagas para engenheiros químicos no mercado.

São vários os setores da indústria que buscam contratar engenheiros químicos. Como por exemplo, as indústrias de:

  • Papel e celulose
  • Têxtil
  • Plásticos
  • Combustíveis
  • Cerâmica, Cimento e Vidro
  • Alimentícia e de Bebidas
  • Inovação Tecnológica
  • Produtos de Limpeza e Higiene
  • Tintas
  • Cosméticos e Perfumes
  • Materiais de Construção

As áreas que estão mais em alta atualmente para um engenheiro químico são a cosmética, farmacêutica e ambiental. Nesta última, um engenheiro químico é contratado para atuar no tratamento de resíduos e energia de fontes renováveis.

De modo geral, o engenheiro químico trabalha com a extração e transformação de matérias-primas e são diversas as atividades que este profissional pode desempenhar. Confira algumas delas:

  • Criar e analisar a viabilidade técnica e econômica da produção de novos produtos.
  • Gerenciar o emprego de novas tecnologias na produção de produtos químicos.
  • Desenvolver tecnologias limpas, processos de reciclagem e de aproveitamento de resíduos.
  • Definir normas e métodos de preservação do meio ambiente através da correta manipulação e descarte de produtos químicos.
  • Projetar e supervisionar operações industriais.
  • Projetar fábricas e definir processos de produção.
  • Controlar a qualidade do produto final.
  • Desenvolver equipamentos para o processo físico-químico de transformação da matéria-prima.
  • Criar e otimizar técnicas de extração de matérias-primas.
  • Efetuar vistorias, perícias e avaliações e emitir laudos e pareceres técnicos.
  • Desenvolver novos produtos para os diferentes setores da indústria.
  • Pesquisar novas aplicações para produtos existentes.
  • Responsável pelo correto funcionamento de uma usina.
  • Realizar controle de poluição em indústrias.

Onde estudar Engenharia Química

Existem cerca de 180 instituições de ensino, credenciadas pelo MEC e em atividade, que oferecem a graduação em engenharia Química.

Conheça algumas das principais faculdades de Engenharia Química:

Grade curricular

A estrutura curricular da graduação em Engenharia Química dependerá da instituição de ensino que oferece o curso. De modo geral, encontramos as seguintes disciplinas:

  • Análise Instrumental
  • Bioquímica das Fermentações
  • Cálculo do Balanço de Massa e Energia
  • Ciência dos Materiais
  • Cinética das Reações Químicas
  • Derivadas de Funções
  • Desenho Técnico
  • Eletromagnetismo
  • Engenharia Bioquímica
  • Equações Diferenciais Lineares
  • Estática dos Corpos Rígidos
  • Estudos Socioculturais
  • Fenômenos de Transferência de Calor e Massa
  • Físico-Química
  • Fundamentos de Materiais de Corrosão
  • Fundamentos de Mecânica
  • Geometria Analítica
  • Limites e Continuidade de Funções
  • Mecânica Ondulatória
  • Modelagem e Simulação
  • Óptica e Relatividade
  • Probabilidade e Estatística
  • Química Analítica Qualitativa
  • Química Analítica Quantitativa
  • Química Geral
  • Química Inorgânica
  • Química Orgânica
  • Resistência dos Materiais
  • Síntese e Análise Orgânica
  • Termodinâmica Química
  • Tratamento de Efluentes

Ficou interessado em fazer uma faculdade de Engenharia Química? Deixe seu comentário aqui!