A carreira em Medicina, além de ser dinâmica e possuir alta empregabilidade, é bem remunerada. Para chegar lá, no entanto, é preciso preparar o bolso!

A faculdade de Medicina não é nada barata. E tem ainda o agravante de ser um curso em tempo integral, ou seja, é praticamente impossível trabalhar e estudar ao mesmo tempo.

Por outro lado, é um investimento que se recupera em poucos anos. Com a média salarial mais alta do Brasil, de acordo com um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Medicina está entre as carreiras mais prestigiadas – e segue praticamente imune a crises!

Descubra a seguir quanto custa estudar Medicina em diversas regiões do País e o valor que você vai precisar desembolsar para conquistar seu sonho!

Mensalidades de Medicina

O valor médio da mensalidade de Medicina em uma universidade particular é de aproximadamente R$ 4.800 – um montante fora do alcance de muitos brasileiros que não conseguem vencer a altíssima concorrência do curso nas universidades públicas.

As mensalidades começam em R$ 3.200 e chegam a até quase R$ 9.000!

Separamos a seguir três faixas de preço das mensalidades de Medicina para você ter uma ideia. Confira:

Cursos de Medicina mais baratos

Os cursos de Medicina mais baratos do Brasil estão nas regiões Nordeste e Sul. Confira:

Salvador (BA)

Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP)

Valor: R$ 3.200

Lages (SC)

Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC)

Valor: R$ 3.650

Curitiba (PR)

Faculdade Evangélica do Paraná (FEPAR)

Valor: R$ 3.650

Teresina (PI)

Faculdade de Saúde, Ciências Humanas e Tecnológicas do Piauí (NOVAFAPI)

Valor: R$ 3.750

 

Santa Cruz do Sul (RS)

Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)

Valor: R$ 4.100

Cursos de Medicina com mensalidades médias

Os cursos com valores médios de mensalidade (entre R$ 4.200 e R$ 5.500) são os mais abundantes e podem ser encontrados em diferentes regiões do Brasil. Veja alguns exemplos:

Recife (PE)

Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP)

Valor: R$ 4.200

Santo André (SP)

Faculdade de Medicina do ABC (FMABC)

Valor: R$ 4.400

Itajaí (SC)

Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI)

Valor: R$ 4.500

Itajubá (MG)

Faculdade de Medicina de Itajubá (FMIT)

Valor: R$ 4.850

Rio de Janeiro (RJ)

Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Valor: R$ 5.650

Cursos de Medicina mais caros

Os cursos mais caros de Medicina concentram-se nas regiões Norte e Sudeste. Veja alguns exemplos:

Salvador (BA)

Faculdade Unime (UNIME)

Valor: R$ 6.700

Juiz de Fora (MG)

Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC)

Valor: R$ 6.750

Presidente Prudente (SP)

Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE)

Valor: R$ 7.000

Manaus (AM)

Centro Universitário Nilton Lins (UNINILTONLINS)

Valor: R$ 8.100

Marília (SP)

Universidade de Marília (UNIMAR)

Valor: R$ 8.700

Curso de Medicina a distância

Os cursos a distância custam menos do que os presenciais, mas, infelizmente, o Ministério da Educação ainda não autorizou a realização de graduação em Medicina nesse formato.

Dá para estudar Medicina pagando menos?

Sim. Se você não passou na universidade pública e não consegue arcar com os custos das mensalidades de Medicina, não desista! O Governo Federal possui dois programas de incentivo à formação superior no Brasil que podem ajudá-lo:

ProUni

O Programa Universidade Para Todos oferece bolsas de estudo parciais e integrais para estudantes de baixa renda que tiveram um bom desempenho no Enem. Para concorrer, é preciso ter obtido 450 pontos nas provas objetivas e nota acima de zero na redação.

O ProUni é destinado a estudantes com renda familiar bruta de até três salários mínimos por pessoa.

FIES

O FIES é um financiamento estudantil a juros baixos que permite ao estudante começar a pagar a dívida somente um ano e meio depois de formado. Para concorrer, é preciso se enquadrar nos requisitos de renda familiar e desempenho no Enem publicados no edital daquela edição do processo seletivo.

Além disso, diversas faculdades oferecem benefícios como bolsas, descontos e financiamento sem burocracia. Selecionamos algumas para você:

 

E aí, o que achou das mensalidades de Medicina? Fale para a gente nos comentários!