Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque uma bolsa

    Compare preços e escolha a bolsa de estudos que seja sua cara.


  2. Garanta a bolsa

    Pague a adesão para garantir sua bolsa.


  3. Tamo junto na próxima fase.

    Agora é só fazer o processo seletivo e se matricular na faculdade.


Notícias

São Paulo é dividida em 15 regiões para o Enem; Inep divulga locais de prova no País

28 de setembro
Imagem default
Imagem do autor
Escrito porRedação

A aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nos dias 3 e 4 de

outubro, acontecerá em 113.857 salas de 10.385 diferentes escolas, em

todo o País. São Paulo é o estado com maior número de locais de prova:

1.851. Roraima terá apenas 38 lugares para o teste.

A

capital foi dividida em 15 regiões. São cinco grandes zonas (centro,

leste, oeste, sul e norte), cada uma subdividida em três áreas. Em uma

mesma região, foram colocados bairros distantes. Jardim Ester, na zona

leste, Alto de Pinheiros, zona oeste, e Santo Amaro, zona sul, por

exemplo, estão agrupados numa mesma subdivisão. 

Isso

prejudicou a vendedora Fabiana Mendes, de 30 anos, moradora do Butantã,

zona oeste. Ela fará a prova em Santo Amaro. “Vou ter de acordar mais

cedo e me virar com transporte público”, afirma. Segundo o Instituto

Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), o critério para

distribuir os municípios que participarão do Enem é o mesmo dos anos

anteriores – a divisão da cidade por lotes de acordo com o CEP dos

candidatos inscritos.

A logística da prova é

atribuída à empresa que vence a licitação anual para a realização da

prova. Neste ano, a Consultoria em Projetos Educacionais e Concursos

(Consultec) é a responsável. O Inep informou que o problema não é

generalizado e que analisará caso a caso.

A

dificuldade para encontrar escolas disponíveis e em áreas próximas pode

estar entre os possíveis motivos. Na capital, cerca de 220 escolas

estaduais serão usadas. O exame vai ocorrer apesar de algumas estarem

repondo, aos fins de semana, aulas perdidas por causa da gripe.

A

secretaria estadual da Educação informou que o ministro Fernando Haddad

pediu pessoalmente ao secretário Paulo Renato Souza que

disponibilizasse as escolas para a realização da prova. Paulo Renato,

ainda segundo sua assessoria, alertou o ministro sobre a reposição aos

sábados e domingos, dias em que será realizado o Enem. Mesmo assim, o

secretário teria concordado em disponibilizar quantas escolas o MEC

requisitasse.

A secretaria informa que até ontem não havia sido avisada de quais ou quantos estabelecimentos estaduais seriam utilizados.

Facul sem treta? É aqui mesmo!
Facul sem treta? É aqui mesmo!

Estude nas melhores sem sair de casa

As melhores faculdades com ofertas super especiais para você começar a estudar sem sair de casa.