Você gosta de números, tem um talento natural para fazer cálculos, é organizado e presta muita atenção aos menores detalhes? Que tal seguir carreira na área da Contabilidade?

O contador é o profissional que cuida de questões financeiras, tributárias, econômicas e patrimoniais de uma empresa. No dia a dia, lida com planilhas, demonstrativos de resultados, contas a pagar e a receber, guias de impostos e muitos números.

Vamos detalhar um pouco mais algumas possíveis áreas de atuação do contador para tirar suas dúvidas e ver se esse é o caminho que você quer seguir, que tal?

O que faz um contador

Pode não parecer à primeira vista, mas quem se forma em Contabilidade pode exercer uma série de atividades. Confira algumas das principais:

Auditoria: É uma das áreas que mais cresce na Contabilidade. O auditor é responsável pela análise detalhada da aplicação de recursos financeiros e da situação financeira de uma empresa. Para isso, atesta a precisão dos registros contábeis, identifica falhas de controle ou mesmo fraudes e irregularidades em sua gestão. Trata-se de uma função crucial em quase todas as empresas, pois apresenta ao gestor uma opinião embasada sobre a realidade financeira de seu negócio, permitindo conhecer problemas, causas e consequências, além de fornecer orientações sobre possíveis correções.

Carreira acadêmica/pesquisa: Para aqueles que sonham em dar aula, é possível ser professor de cursos técnicos e treinamentos na área contábil. Quem quiser dar aulas em cursos superiores precisa fazer uma pós-graduação. Mestrado e doutorado são o caminho natural de quem pretende se dedicar à carreira acadêmica.

Consultoria: O profissional pode atuar com consultoria contábil, de acordo com a especialidade adquirida. Tributos, comércio exterior, contabilidade aplicada, contabilidade internacional, tecnologia da informação e análise financeira são algumas das áreas mais populares.

Controladoria: Também considerada um ramo da Administração, tem como objetivo auxiliar os gestores da empresa no processo de planejamento e controle orçamentário e na organização de um plano financeiro estratégico. O controlador  fornece informações sobre desempenho, monitora a elaboração do orçamento, projeta resultados com foco no equilíbrio das contas da empresa e previne qualquer tipo de excesso, desperdício de capital e fraudes. Também analisa o desempenho do negócio comparado a períodos anteriores, para corrigir problemas e ajudar o gestor a tomar decisões que definam os novos rumos da organização.

Fiscal: A contabilidade fiscal (ou tributária), como o próprio nome diz, trabalha com a administração de tributos de uma empresa. O profissional especializado confere e contabiliza os saldos para calcular o tipo de tributação a que o negócio está submetido e quanto deve ser pago ao governo em impostos. É um ramo de suma importância, pois a determinação incorreta de quanto uma organização deve em impostos pode gerar problemas com a Receita Federal e até quebrar a empresa.

Gestão de empresas: Devido ao seu conhecimento sobre as finanças de um negócio, o profissional formado em Ciências Contábeis pode até se tornar gestor.

 

Gestão pública: Com poder de atuação em diversos órgãos públicos, é uma especialização de extrema importância em tempos de transparência governamental. O profissional é responsável por controlar, apurar e acompanhar as ações e políticas públicas, além de verificar se os gestores públicos estão aplicando recursos de forma correta e ética, visando ao bem comum e bons resultados.

 

Perícia contábil: Consiste na avaliação diagnóstica que pode comprovar desvio ou má utilização de recursos financeiros. De acordo com a Resolução do CFC nº 560/83 – art. 3º, as perícias contábeis, judiciais e extrajudiciais são atribuições exclusivas dos profissionais da Contabilidade.

Quanta coisa, não é mesmo? Mas não é só isso! Há ainda muitas outras especializações, como por exemplo:

• Contabilidade agrícola

• Contabilidade analítica

• Contabilidade atuarial

• Contabilidade bancária

• Contabilidade industrial

• Contabilidade de transportes

• Contabilidade de serviços

• Contabilidade estratégica

• Contabilidade gráfica

• Contabilidade hospitalar

• Contabilidade hoteleira

• Contabilidade imobiliária

• Contabilidade internacional

• Contabilidade mercantil

• Contabilidade rural

Mercado de trabalho e remuneração na área de Contabilidade

Como você viu acima, há um leque de áreas em que o profissional de Ciências Contábeis pode atuar e o mercado de trabalho tem bastante capacidade para absorver esses profissionais, pois todas as empresas – de grande, médio, pequeno porte ou até profissionais liberais que trabalham em regime de Pessoa Jurídica (PJ) – precisam de contadores.

No entanto, para se destacar é necessário se especializar. O diploma é essencial, mas busque também uma pós-graduação em uma área de seu interesse, bem como cursos de aperfeiçoamento e outras qualificações.

Como na maioria das profissões, as novas tecnologias também estão mudando a cara da Contabilidade. Portanto, é aconselhável conhecer e aprender a usar softwares preparados para executar as tarefas contábeis. Por ser uma profissão cada vez mais globalizada, também é bacana investir em bons cursos de idiomas – principalmente o inglês.

Tenha em mente que a área está em constante evolução, então é importante atualizar-se regularmente. O profissional que se mantém atento (principalmente à legislação) sempre terá um diferencial.

Embora o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) tenha quase 500 mil profissionais cadastrados, ainda falta mão de obra no mercado, principalmente nas regiões Sul e Sudeste do País, onde está boa parte das empresas.

Nas capitais, a maioria das vagas oferecidas está em escritórios de contabilidade, multinacionais e instituições financeiras. A procura também vem crescendo no Nordeste, para onde muitas empresas estão se mudando por conta de incentivos fiscais. Atualmente, o setor público vem contratando muitos profissionais para melhorar a gestão de seus órgãos. A área acadêmica é outra que carece de profissionais gabaritados. Além disso, o profissional sempre pode atuar como autônomo.

Se você está pensando em seguir carreira em Contabilidade, aqui vai outra notícia animadora: segundo a renomada consultoria de Recursos Humanos Robert Half, em 2016 a projeção do aumento de salário dos profissionais de contabilidade girava em torno dos 11%. Além disso, previa-se que a classe seria a mais disputada pelos empregadores no mercado de trabalho em tempos de crise.

Quer outra ajudinha para se decidir? De acordo com o Guia de Salários da Robert Half, um analista contábil júnior de uma grande empresa ganha em torno de R$ 2.500  a R$ 3.500. Já um profissional de nível sênior pode chegar R$ 10.000, enquanto um gerente contábil recebe em torno de R$ 26.000. Quer um salário maior ainda? Lembre-se das nossas dicas sobre especialização: um controlador pode vir a ganhar R$ 35.000 e, no topo, está o Chief Financial Officer (CFO) de grandes empresas, com remuneração em torno de R$ 75.000!

Como se tornar um contador

Para trabalhar como contador é imprescindível ter diploma de curso superior em Contabilidade emitido por uma instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e ser aprovado no Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), para então obter registro no Conselho Regional de Contabilidade (CRC) de seu estado.

O curso de contabilidade

Também chamado de Ciências Contábeis, o curso é um bacharelado com duração de quatro anos, abrangendo estudos teóricos e práticos de todas as áreas da Contabilidade.

Nos primeiros anos, o ensino é voltado aos conceitos de Administração, Economia, Sociologia e Direito, em conjunto com a Teoria Contábil. Nos anos seguintes, há um aprofundamento dos estudos direcionados a especialidades da carreira de contador.

O estágio nem sempre é obrigatório, mas é recomendado, uma vez que é uma forma de enriquecer o currículo, além de muitas empresas preferirem recém-formados que tenham ao menos um pouco de experiência. Em algumas faculdades, não é obrigatório apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), em conformidade com a portaria do MEC/Parecer 146/2012.

Onde estudar para se tornar contador

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Contabilidade (Ciências Contábeis):

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Universidade de Franca (UNIFRAN) 

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)

Centro Universitário do Distrito Federal (UDF) 

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) 

Algumas faculdades também disponibilizam o curso de Contabilidade na modalidade semipresencial ou a distância (EAD).

Veja também:

Quanto ganha um contador?

Está interessado em seguir carreira em Contabilidade? Conte para a gente nos comentários!