Quando se fala em Direito, uma das primeiras imagens que vêm à cabeça é a de filmes e seriados de tribunais, com um advogado discursando para convencer o júri. Realmente, esse é um lado da profissão. Mas na vida real a carreira é muito mais ampla.

O Direito permeia as relações em sociedade. O trabalho do advogado vai desde atender o casal que quer se separar, a empresa que abre uma filial no exterior até o consumidor que não recebeu uma compra feita pela internet. Relações de conflito ou de negociação podem ser intermediadas por um advogado.

Por isso, esta profissão, que é tão tradicional, consegue se manter sempre atual e necessária.

Conheça mais sobre o curso de Direito, saiba as áreas em que se pode atuar e confira também as universidades que oferecem o curso!

O curso de Direito

A graduação em Direito dura em média cinco anos. Este bacharelado é oferecido em turmas diurnas, noturnas e em algumas universidades até integrais, ou seja, com aulas em todos os turnos. Não existem cursos de graduação em Direito na modalidade a distância, somente especializações.

História, Antropologia, Filosofia e Economia fazem parte das matérias básicas logo no início do curso. Elas ajudam a entender como funciona o mundo, por que a sociedade cria as leis, como elas são aplicadas, como as desigualdades e as injustiças são produzidas.

Na parte específica, o estudante vai aprender sobre as diferentes áreas do Direito, como Administrativo, Penal, Civil, Trabalhista e outros.

Para fazer o curso de Direito, o estudante deve se preparar para ler muito. Afinal, a “matéria-prima” do trabalho são as constituições, leis, doutrinas, súmulas. Deve também se acostumar com essa linguagem jurídica. Não que tenha que decorar as leis, mas sim entender como elas funcionam e saber onde consultá-las.

Matérias práticas

O curso de Direito oferece ainda aulas práticas para o estudante exercitar a oratória. Em apresentações e exercícios, o aluno aprende a articular ideias, expressar-se com clareza e defender seu argumento.

Outro exercício prático no curso é escrever. Afinal, o Direito brasileiro baseia-se em registros escritos - as petições. São elas que fazem o processo caminhar na Justiça e também servem para o advogado se comunicar com o juiz e com a outra parte do processo. O curso traz várias disciplinas de Prática Jurídica, em que o estudante aprende a redigir petições.

Para conhecer o dia a dia da profissão e entender as diferentes áreas do Direito, os alunos realizam estágios em escritórios e órgãos públicos. Algumas universidades oferecem atividades em escritórios-modelo, nas quais os estudantes prestam apoio a cidadãos que não têm recursos para pagar advogados.

O que se estuda no curso de Direito

As matérias do curso de Direito podem variar de acordo com a universidade. Veja algumas das disciplinas que costumam fazer parte do currículo:

  • Ciência Política
  • Direito Ambiental
  • Direito Civil
  • Direito Constitucional
  • Direito da Criança e do Adolescente
  • Direito Internacional
  • Direito Penal
  • Direito Trabalhista
  • Filosofia do Direito
  • Psicologia Jurídica

Nos anos finais do curso o aluno deve passar por um estágio supervisionado e elaborar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Sobre a carreira em Direito

Na hora de escolher qual caminho seguir, o profissional que se forma em Direito tem duas opções principais:

  • Carreira jurídica: envolve o trabalho de delegados de polícia, assistentes judiciários, defensores públicos, promotores, procuradores e juízes. Para se candidatar a essas vagas é preciso passar por concurso público.
  • Advocacia: é o campo de trabalho dos advogados, que consiste em defender o interesse de seus clientes com base nas leis em vigor. O recém-formado pode abrir seu próprio escritório, trabalhar em um escritório já estabelecido ou no departamento jurídico de uma empresa.

Se optar pela advocacia, existem muitas áreas nas quais o profissional pode se especializar. Os mercados mais concorridos são das áreas tradicionais, como Direito Civil, Trabalhista, Tributário e Criminal. As oportunidades de vagas podem estar em áreas inovadoras, como por exemplo:

  • Direito Ambiental
  • Direito Desportivo
  • Direito Digital
  • Direito no Agronegócio
  • Direito do Petróleo e Gás
  • Direito de Fusões e Aquisições

Algumas universidades apresentam esses assuntos já na graduação. No entanto, o mais comum é que o profissional faça uma especialização, para se qualificar e diferenciar. A pós-graduação também é um caminho para dar aulas em cursos de graduação em Direito.

Vale lembrar que para exercer a profissão como advogado, promotor e juiz é necessário ter o diploma de um curso reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e ser aprovado no exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Onde estudar Direito

O Brasil é o país que tem mais cursos de Direito no mundo: são mais de 1.300!

Conheça algumas universidades autorizadas pelo MEC a oferecer esta graduação:

Privadas:

Públicas:

E então, você ficou interessado em seguir carreira profissional na área do Direito? Compartilhe suas ideias!