Quem se forma em Engenharia Elétrica deve estar preparado para atuar em áreas como geração, transmissão, distribuição e utilização de energia elétrica, processos de controle e automação, informática, telecomunicações e indústria eletrônica. 

A graduação é oferecida no grau bacharelado, dura cinco anos e pode ser cursada nos formatos presencial e semipresencial. 

A grade curricular do curso de Engenharia Elétrica é composta de disciplinas teóricas das Ciências Exatas e aulas práticas em laboratórios, como veremos com mais detalhes a seguir. 

É importante que o estudante esteja disposto a lidar com cálculos, fórmulas e atividades de resolução de problemas.

Lista de disciplinas

A grade curricular de Engenharia Elétrica combina disciplinas tradicionais das Ciências Exatas com estudos sobre Eletricidade, Eletrotécnica, Informática e Eletrônica. 

As disciplinas teóricas gerais, como Cálculo e Física, concentram-se nos primeiros semestres do curso. Elas fornecem a base para que os alunos se aprofundem, ao longo das etapas seguintes, nas diversas áreas da Engenharia Elétrica.

Vale lembrar que a forma de organização das disciplinas varia conforme a instituição de ensino. Como exemplo, conheça a seguir a grade completa do curso oferecido pela Universidade Anhanguera:

  • Acionamentos Elétricos
  • Administração e Economia para Engenheiros
  • Algoritmos e Lógica de Programação
  • Cálculo Diferencial e Integral I
  • Cálculo Diferencial e Integral II
  • Cálculo Diferencial e Integral III
  • Cálculo Diferencial e Integral IV
  • Cálculo Numérico
  • Ciência dos Materiais
  • Circuitos Elétricos
  • Circuitos Elétricos II
  • Compatibilidade e Interferência Eletromagnética
  • Controle e Automação de Processos Industriais
  • Conversão Eletromecânica de Energia
  • Desenho Auxiliado por Computador
  • Desenho Técnico
  • Eficiência Energética e Qualidade de Energia
  • Eletromagnetismo
  • Eletrônica Analógica
  • Eletrônica Analógica II
  • Eletrônica e Circuitos de Potência
  • Engenharia e Profissão
  • Ética, Política e Sociedade
  • Fenômenos de Transportes
  • Física Geral e Experimental: Energia
  • Física Geral e Experimental: Mecânica
  • Geometria Analítica e Álgebra Vetorial
  • Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica
  • Gestão Ambiental
  • Homem, Cultura e Sociedade
  • Instalações Elétricas
  • Instrumentação Eletroeletrônica
  • Legislação e Segurança do Trabalho
  • Máquinas Elétricas I
  • Máquinas Elétricas II
  • Matemática Instrumental
  • Medidas e Materiais Elétricos
  • Metodologia Científica
  • Modelagem de Sistemas Dinâmicos
  • Princípios de Eletricidade e Magnetismo
  • Probabilidade e Estatística
  • Proteção do Sistema Elétrico de Potência
  • Química Geral e Experimental
  • Resistência dos Materiais
  • Sistemas de Telecomunicações
  • Sistemas Digitais
  • Sistemas Elétricos de Potência I
  • Sistemas Elétricos de Potência II
  • Teoria de Controle Moderno

Na Anhanguera, a grade também inclui estudos dirigidos, ou seja, disciplinas de menor duração com temas objetivos e cursadas em ambiente on-line. 

O objetivo é complementar a formação do estudante. Em Engenharia Elétrica, esses estudos dirigidos abordam os seguintes tópicos:

  • Álgebra e Geometria
  • Ciência, Tecnologia e Sociedade
  • Democracia, Ética e Cidadania
  • Educação Ambiental
  • Empregabilidade
  • Funções
  • Gramática
  • Lógica Matemática
  • Políticas Públicas
  • Responsabilidade Social

Optativas e estágio

Muitas faculdades dão aos alunos a oportunidade de cursar uma determinada quantidade de créditos (ou horas-aula) em disciplinas optativas, que o estudante escolhe de acordo com seus interesses. 

No caso de Engenharia Elétrica, podem ser disciplinas de computação, processos de fabricação, gestão de qualidade, criação e uso de microprocessadores, entre outros temas.

Além de ser aprovado nas disciplinas que compõem a grade do curso, o estudante de Engenharia também precisa cumprir cerca de 200 horas de estágio obrigatório. 

Mas não se preocupe: as áreas de exatas são as que oferecem o maior número de vagas de estágio remunerado.

Outro requisito para obter o diploma é apresentar um trabalho de conclusão de curso (TCC). 

Trata-se de um projeto elaborado e desenvolvido, ao longo de um ou dois semestres, pelo próprio estudante sob orientação de um dos professores do curso. 

Algumas instituições permitem que esses trabalhos sejam feitos em grupo, enquanto outras exigem que o projeto seja individual. 

Muitos alunos aproveitam o TCC para se aprofundar na área em que têm mais interesse. Lembre-se que um bom trabalho de conclusão pode enriquecer seu currículo e chamar a atenção na hora de concorrer a uma vaga de trabalho.

Modalidade semipresencial

Tradicionalmente, o curso de Engenharia Elétrica é oferecido na modalidade presencial: o estudante precisa comparecer diariamente à faculdade para assistir às aulas.

Contudo, o avanço das tecnologias de ensino a distância tornou possível o oferecimento do curso no formato semipresencial. 

Nele, o estudante faz parte das disciplinas a distância, em plataformas digitais que disponibilizam textos, videoaulas, fóruns, chats e atividades avaliativas. 

As demais aulas, especialmente as ministradas em laboratórios, são cursadas presencialmente em um dos polos de ensino da instituição. 

Essas atividades experimentais são muito importantes para que o aluno coloque a mão na massa e vivencie um pouco do dia a dia da profissão. Afinal, o “saber na prática” é essencial para o bom profissional de Engenharia.

Onde estudar

A graduação em Engenharia Elétrica é oferecida por universidades públicas e particulares. 

Ao escolher uma instituição de ensino, pesquise bastante e escolha uma universidade que seja reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação).

Isso é importante para que seu diploma seja considerado válido em todo o território nacional e aceito tanto pelo mercado quanto por concursos públicos.

Confira algumas opções de instituições privadas reconhecidas e bem avaliadas que oferecem o curso de Engenharia Elétrica:

Para conhecer o valor das mensalidades, entre em contato com as instituições de seu interesse. Não deixe de perguntar também sobre programas de bolsas, financiamentos, parcerias e descontos.

Leia também:

Quanto ganha um engenheiro eletricista?

Saiba mais sobre as disciplinas dos cursos de Engenharia

O que você achou da grade curricular do curso de Engenharia Elétrica? Você pretende fazer essa graduação ou ainda está em dúvida? Conte para a gente nos comentários.