Que tal fazer uma faculdade que forma profissionais disputadíssimos no mercado, tem alta empregabilidade, salários interessantes e ainda por cima é pouco procurada?

A faculdade de Estatística ainda não aparece entre as mais concorridas em processos seletivos como o Vestibular, ProUni e Sisu. No entanto, a profissão está entre as mais bem pagas e com maior taxa ocupação, de acordo com um levantamento recente do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea). E as perspectivas de trabalho para quem se forma nessa área são promissoras.

O estatístico tem um amplo campo de trabalho. Como utiliza técnicas e métodos matemáticos, tecnológicos e lógicos para analisar dados, investigar e solucionar problemas, pode atuar em praticamente todos os setores da economia. Ou seja, ao fazer uma faculdade de Estatística, é possível fazer coisas tão diferentes quanto executar um censo demográfico, entender o comportamento do consumidor, planejar pesquisas de novos medicamentos, prever o resultado de pesquisas eleitorais, entre tantas outras atividades

Saiba mais sobre a faculdade de Estatística, os tipos de curso disponíveis, o que faz um estatístico e onde estudar para se destacar nesta carreira!

Sobre a faculdade de Estatística

O curso de Estatística dura em média quatro anos e é oferecido principalmente em grau de bacharelado. Esta graduação tem muito em comum com a área de Matemática Aplicada e prepara os alunos para resolverem os mais diversos problemas utilizando ferramentas de Lógica, Tecnologia, Cálculo, Probabilidade, etc.

Existe apenas um curso de licenciatura na área, chamado “Matemática e Estatística”, que forma essencialmente professores e é oferecido na modalidade a distância pela Universidade Salgado Oliveira (UNIVERSO).

O que se estuda na faculdade de Estatística

Prepare-se para estudar muita Matemática na faculdade de Estatística. Álgebra, Cálculo, Geometria e Probabilidade ocupam uma boa parte da carga horária do curso.

Dependendo da instituição escolhida, a grade curricular de Estatística pode ter ênfases diferentes e contar com disciplinas como Economia, Finanças, Sociologia, etc.

Veja algumas das principais disciplinas da faculdade de Estatística:

  • Álgebra
  • Amostragem
  • Análise de Regressão
  • Análise de Riscos
  • Análise Exploratória de Dados
  • Análise Multivariada
  • Atuária Geral
  • Cálculo
  • Controle Estatístico de Qualidade
  • Demografia
  • Estatística Bayesiana
  • Estatística Computacional
  • Estatística Descritiva e Documentária
  • Estatística Não-Paramétrica
  • Estudos Populacionais
  • Geometria Analítica
  • Inferência Estatística
  • Mineração de Dados
  • Pesquisa de Mercado
  • Probabilidade
  • Programação Científica
  • Programação Matemática
  • Séries e Equações Diferenciais
  • Séries Financeiras
  • Séries Temporais
  • Técnicas de Amostragem

O que faz um Estatístico

A profissão de Estatístico é regulamentada desde 1968 e, de acordo com a legislação, só pode exercê-la quem tiver diploma de curso superior de Estatística reconhecido pelo MEC.

Além disso, a lei determina as atividades que cabem a um estatístico:

  • Assessorar e dirigir órgãos e seções de estatística.
  • Efetuar escrituração de livros de registro ou controle estatístico criados em lei.
  • Efetuar pesquisas e análises estatísticas.
  • Elaborar padronizações estatísticas.
  • Emitir pareceres no campo da estatística.
  • Planejar e dirigir a execução de pesquisas ou levantamento estatísticos.
  • Planejar e dirigir trabalhos de controle estatístico de produção e qualidade.
  • Realizar perícias em matérias estatísticas e assinar os respectivos laudos.

Mercado de trabalho para quem faz faculdade de Estatística

É comum encontrar profissionais de estatística que conseguiram emprego enquanto ainda estavam na graduação.

O mercado para esses profissionais é promissor, com oportunidades interessantes em setores variados, como o financeiro, de mídia, saúde, seguradoras, tecnologia e até de petróleo!

Conheça algumas possíveis áreas de atuação para quem se forma em estatística:

  • Governo: em instituições públicas municipais, estaduais e federais, pode fazer coleta, análise e processamento de dados para diversos fins (o Censo é apenas um deles).
  • Indústria: apoia o desenvolvimento de novos produtos, faz pesquisa de mercado e aprimora o controle de qualidade, etc.
  • Institutos de pesquisa: pode realizar medição de audiência (como no Ibope), definir perfis demográficos e econômicos de clientes e desenvolver pesquisas eleitorais, entre outros.
  • Mercado Financeiro, bancos e seguradoras: apoia a melhoria de qualidade de atendimento ao cliente, realiza a análise de riscos e investimentos, planejamento econômico, etc.
  • Saúde: executa ensaios clínicos, determina fatores de riscos de doenças, pesquisa novos medicamentos, coleta e analisa dados, por exemplo.
  • Tecnologia: é um dos mercados mais promissores, pois o volume de dados gerados pela tecnologia não para de crescer e é necessário lidar com eles de forma organizada, saber interpretá-los e identificar padrões. Uma das áreas mais aquecidas é a de Big Data, ou Ciência dos Dados.
  • Telecomunicações: na pesquisa de mercado e de novos produtos, mapeamento de tendências, identificação de problemas, etc.
  • Universidades e centros de pesquisa: como professor de graduação e pós-graduação, realizando pesquisas na área de estatística.

Onde estudar Estatística

O Bacharelado em Estatística é encontrado somente no formato presencial. Existem pouco mais de 30 universidades que oferecem esta graduação no Brasil, a maioria públicas.

Conheça algumas:

Veja também:

Matemática

O que achou da faculdade de Estatística? Ficou interessado? Conte para a gente aqui nos comentários!