O profissional de Recursos Humanos tem que saber administrar pessoas, planejar estratégias de recrutamento e motivação e ainda ter alguma familiaridade com o mundo do cálculo.

O trabalho envolve atividades de muita importância dentro das empresas. Isso exige conhecimentos teóricos e práticos que ajudem o aluno formado a ingressar com o pé direito no mercado.

O esforço na época da faculdade costuma valer a pena: a empregabilidade no setor é alta e a possibilidade de alcançar ótimos salários também, principalmente em organizações de médio e grande porte.

Vamos comentar sobre tudo isso agora: as matérias do curso, o mercado de trabalho e opções de faculdades de Recursos Humanos!

Como é o curso de Recursos Humanos?

Recursos Humanos é um curso superior do grau tecnológico. Uma de suas principais características é a rapidez na formação: em dois anos, o aluno sai da universidade com o diploma de gestor de Recursos Humanos nas mãos.

A graduação em RH tem um foco bastante prático e objetivo e forma profissionais com conhecimentos bem específicos da área.

Na verdade, Recursos Humanos sempre foi (e continua sendo) uma disciplina do curso de Administração. Devido à demanda do mercado, à importância desse setor para as empresas e à variedade de assuntos de envolvem a área, a matéria acabou ganhando uma graduação só para ela.

Então, é fácil deduzir que o mercado de trabalho é bom. Há oportunidades em empresas de todos os portes, de vários setores e no país inteiro. Voltaremos a falar sobre tudo isso mais adiante.

Vamos ver agora o que se estuda no curso.

Grade Curricular de Recursos Humanos

Lidar com pessoas é a rotina do gestor de Recursos Humanos. Para isso, é claro, o estudo das Ciências Humanas é uma base fundamental: temas como Psicologia, Sociologia e Comunicação entram na matriz curricular.

Técnicas de Administração e noções de Contabilidade e Direito Trabalhista também devem fazer parte do arsenal de conhecimentos do profissional.

Confira as matérias mais comuns do curso. Os nomes podem variar de acordo com a faculdade.

• Análise Ergonômica do Trabalho

• Capacitação e Desenvolvimento de Pessoas

• Cargos, Salários e Benefícios

• Comunicação Empresarial e Negociação

• Conceitos da Administração e Ética Empresarial

• Empreendedorismo

• Formação Sociocultural e Ética

• Gestão de Competências

• Gestão de Departamento de Pessoal

• Gestão de Pessoas e Desenvolvimento de Equipes

• Gestão do Conhecimento

• Gestão do Desempenho

• Identificação de Oportunidades

• Identificação e Realocação de Talentos

• Introdução à Psicologia

• Legislação Trabalhista e Relações Sindicais

• Noções de Gestão Financeira

• Organização, Sistemas e Métodos

• Preparação de Oportunidades

Como está o mercado para Recursos Humanos?

Alguns dos maiores desafios das empresas hoje em dia são a gestão de pessoas e a retenção de talentos. Mas não é só isso. Nas grandes organizações, o setor de RH está dividido em muitas áreas. Algumas delas são:

• Recrutamento e Seleção

• Administração de Pessoal

• Cargos e Salários

• Treinamento e Desenvolvimento

• Relações Trabalhistas

• Segurança no Trabalho

• Saúde no Trabalho

Nas empresas de menor porte, é comum que um único profissional acumule todas ou pelo menos algumas dessas tarefas.

Manter os níveis de motivação e satisfação da equipe nem sempre é tão simples. É preciso empregar técnicas especiais, e o objetivo tem que ser aumentar a produtividade dos funcionários e o aproveitamento do tempo no ambiente organizacional.

Alguns dos cargos que o profissional pode vir a ocupar conforme sua evolução na carreira são os seguintes:

• Assistente de Departamento de Pessoal

• Supervisor de Cargos, Salários e Benefícios

• Gestor de Conflitos

• Analista de Treinamento

• Analista de desenvolvimento e Comportamento

• Consultor de Recrutamento e Seleção

• Supervisor de RH

• Gerente de RH

• Diretor de RH

De acordo com a consultoria especializada Robert Half, as empresas esperam do RH, principalmente: a capacidade de traçar planos de remuneração e benefícios atrativos a fim de reter os talentos, bem como o desenvolvimento de líderes e o recrutamento de pessoal qualificado.

O chamado “senso de dono” também é destacado pela Robert Half como um importante atributo do profissional. Isso nada mais é do que o velho conceito de “vestir a camisa” da firma, ou seja, seus superiores esperam comprometimento total com os objetivos gerais da organização.

Os segmentos mais promissores ressaltados no levantamento da Robert Half são os das empresas de tecnologia, de bens de consumo e farmacêutico.

Veja a média salarial divulgada pela consultoria em seu mais recente relatório para os principais cargos de RH em diferentes portes de empresa:

• Analista de RH em pequenas e médias empresas: de R$ 4.800 a R$ 7.000

• Analista de RH em grandes empresas: de R$ 6.000 a R$ 9.100

• Coordenador de RH em pequenas e médias empresas: de R$ 7.200 a R$ 10.500

• Coordenador de RH em grandes empresas: de R$ 10.000 a R$ 13.500

• Gerente de RH em pequenas e médias empresas: de R$ 11.000 a R$ 18.000

• Gerente de RH em grandes empresas: de R$ 13.500 a R$ 28.000

• Diretor de RH em pequenas e médias empresas: de R$ 21.000 a R$ 35.000

• Diretor de RH em grandes empresas: de R$ 26.000 a R$ 52.000

Faculdades reconhecidas pelo MEC que oferecem o curso de Recursos Humanos

Anote agora nossas sugestões de faculdades reconhecidas pelo MEC que oferecem cursos de RH presenciais e a distância muito bem avaliados.

Veja também:

Quanto custa uma faculdade de RH?

O conteúdo do curso é mais ou menos o que você esperava? Já tomou sua decisão ou vai pensar um pouco mais? Comente tudo aqui com a gente!