De acordo com o mais recente Censo da Educação Superior no Brasil, Engenharia Civil é o quarto curso com mais alunos matriculados no país. E entre todas as engenharias, ela é de longe a mais procurada.

A demanda é grande, mas a oferta também. Existem cursos de Engenharia Civil em universidades de todas as regiões brasileiras. O preço médio da mensalidade fica em torno de R$ 1.000.

A gente sabe que, para a maioria dos brasileiros, esse valor representa uma fatia considerável do orçamento. Por isso, fomos atrás de alternativas de descontos, bolsas e financiamentos.

Contamos tudo para você a seguir: quanto custa a faculdade de Engenharia Civil e o que fazer para estudar com qualidade pagando menos. Confira!

Preço da faculdade de Engenharia Civil

Os cursos de Engenharia Civil não estão entre os mais baratos do país. Poucos ficam abaixo dos R$ 1.000 de mensalidade, e alguns podem ultrapassar os R$ 2.500. Mas, pesquisando bem, é possível encontrar uma graduação que caiba no seu bolso.

Os preços variam por motivos geográficos, de infraestrutura, do nível de formação dos professores ou simplesmente pela reputação da faculdade. Os valores podem mudar inclusive dentro da mesma instituição, conforme a unidade e o turno de estudos (manhã, tarde ou noite).

Fizemos um levantamento e separamos para você alguns resultados, divididos por faixa de preços. A lista abrange faculdades de todas as regiões do país:

Faculdades de Engenharia Civil por menos de R$ 1.000

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

• Faculdade dos Guararapes (FG)

Faculdades de Engenharia Civil entre R$ 1.001 e R$ 1.200

Universidade Estácio de Sá (UNESA)

• Centro Universitário Luterano de Manaus (ULBRA Manaus)

• Faculdade de Engenharia de Minas Gerais (FEAMIG)

• Faculdade de Tecnologia de Curitiba (FATEC-PR)

Faculdades de Engenharia Civil entre R$ 1.201 e R$ 1.500

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 

Universidade de Franca (UNIFRAN)

• Centro Universitário Jorge Amado (UNIJORGE)

• Escola Superior Batista do Amazonas (ESBAM)

Faculdades de Engenharia Civil por mais de R$ 1.500

• Centro Universitário de Maringá (UNICESUMAR)

• Faculdade Mario Schenberg (FMS)

• Faculdade Unida de Suzano (UNISUZ)

• Instituto de Ensino Superior do Planalto (IESPLAN)

Faculdade de Engenharia Civil a distância

O Ensino a Distância (EAD) vem ganhando força ano a ano nas faculdades brasileiras. Inclusive, importantes universidades federais e estaduais já ministram cursos nessa modalidade.

A diferença básica entre o EAD e as graduações tradicionais é que, no ensino a distância, o aluno não precisa frequentar as aulas presencialmente, de segunda a sexta-feira. Boa parte do curso pode ser acompanhada de casa ou de qualquer outro lugar conectado à internet.

Os alunos, professores e tutores interagem em um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), que conta com todo o material necessário ao curso, como textos, exercícios, vídeos, áudios, chats, fóruns e cronograma de atividades. As aulas podem ser gravadas ou transmitidas ao vivo.

O legal de tudo isso é que as graduações a distância ministram os mesmos conteúdos dos cursos presenciais, e os diplomas têm a mesma validade. Para isso, é claro, o curso tem que estar autorizado pelo Ministério da Educação (MEC), condição, aliás, exigida também para as graduações presenciais.

Quanto ao preço, o EAD costuma sair bem mais em conta do que os cursos tradicionais. Isso é possível porque a faculdade pode economizar em infraestrutura física para receber os estudantes, o que acaba se refletindo nas mensalidades.

Veja a seguir algumas instituições que oferecem Engenharia Civil a distância com preços a partir de R$ 500 mensais:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 

Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 

Universidade de Franca (UNIFRAN)

Gastos extras para estudar Engenharia Civil

Ao se preparar para cursar uma faculdade é importante colocar tudo na ponta do lápis e calcular o orçamento necessário, sem esquecer alguns gastos fixos mensais. Alguns deles são:

• Transporte: ir e voltar da faculdade todos os dias gera um gasto importante, seja de ônibus, trem, metrô ou veículo próprio. Verifique os preços das passagens ou do combustível e multiplique pelos dias do mês em que você terá aulas.

• Alimentação: pode ser apenas um cafezinho ou um suco, mas esse gasto, multiplicado pelo dias do mês, pode representar uma boa quantia. Inclua esse item em seu planejamento.

• Moradia: esse gasto é para quem vai morar fora no período em que estiver cursando a faculdade. Ele pode ser bastante alto, superando inclusive o valor da própria mensalidade.

• Material Didático: por mais que você utilize a biblioteca da faculdade, terá inevitavelmente que comprar alguns livros durante o curso. Fora isso, é preciso prever também os gastos com fotocópias, por exemplo. Verifique, na secretaria da faculdade, que materiais você vai precisar adquirir em cada semestre.

Formas de fazer Engenharia Civil pagando menos

Caso as contas não estejam batendo, não desanime. Há opções de descontos, bolsas e financiamentos para cursar Engenharia Civil sem ficar no vermelho.

O Programa Universidade para Todos (ProUni), por exemplo, distribui bolsas de estudos integrais e parciais em universidades de todo o Brasil. Para participar é preciso cumprir requisitos de renda familiar e de desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente, entre outros.

Outra opção é o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). A dívida só começa a ser quitada depois da formatura, diluída em vários anos. Para participar, também é necessário comprovar a renda e ter se saído bem no Enem.

Há também a possibilidade de encontrar bolsas de estudos em sites especializados. Um exemplo é o Quero Bolsa, que oferece bolsas para inúmeros cursos (entre eles, Engenharia Civil) em faculdades do país inteiro. Os descontos podem chegar a 75%.

Veja também:

Grade curricular de Engenharia Civil

Vai tentar Engenharia Civil? Já verificou se o orçamento cabe no seu bolso? Conte pra gente o que achou dos preços!