Faz tempo que Psicologia figura entre os cursos mais amados pelos brasileiros. Hoje, com mais de 235 mil alunos matriculados, ocupa o sétimo lugar na lista dos mais procurados do país, de acordo com o mais recente Censo da Educação Superior. Isso dá uma ideia da concorrência que você vai encontrar no mercado de trabalho mais adiante.

O que explica parte desse sucesso todo é a versatilidade do psicólogo moderno. Além de atuar em áreas tradicionais, como clínicas, hospitais e consultórios, o profissional tem ampliado seus conhecimentos em áreas afins, como recrutamento, educação, estudo de mercado e análise de tendências.

É por isso que ele tem sido cada vez mais disputado por departamentos de Recursos Humanos de grandes corporações, por empresas especializadas em treinamentos diversos ou por escritórios que fazem estudos de mercado e pesquisas de marketing.

O grande trunfo do psicólogo é conhecer profundamente o comportamento humano – e as empresas estão valorizando cada vez mais esse aspecto.

Muito bem, o cenário profissional está ótimo, mas e quanto ao curso de Psicologia? É fácil de fazer, de entrar? Quanto tempo dura a graduação? Onde encontro faculdades legais para estudar?

Se você está de olho nesse curso, veja as respostas a todas essas perguntas a seguir.

Quanto tempo dura o curso de Psicologia?

De acordo com o Ministério da Educação, o curso de Psicologia precisa ter uma carga horária mínima obrigatória de 4.000 horas. Isso rende exatos cinco anos de estudos.

Esse é, por lei, o menor tempo possível para concluir a graduação. Portanto, nada de se deixar seduzir por aquela oferta mágica que promete um diploma em tempo recorde – corra para as colinas, pois o MEC não permite isso. Se você cair nessa enrascada, é capaz de terminar o curso e não poder trabalhar na área, pois o diploma não terá validade oficial. Olho vivo nesse detalhe!

Nessa graduação, os estágios supervisionados podem ocupar entre 300 e 420 horas da carga total. Eles são obrigatórios.

Quem quiser obter também uma licenciatura em Psicologia, para poder atuar como professor na área, terá que encarar 800 horas a mais. Desse total, 500 horas vão para disciplinas específicas da área de Educação e outras 300 para o estágio curricular supervisionado. É mais tempo, mas pode ser uma boa alternativa para ampliar ainda mais o leque de atuação profissional.

Bom, você já deve ter percebido que para se formar em Psicologia é necessário muito esforço e dedicação. Mas será que não existe mesmo alguma alternativa, com o aval do MEC, que permita fazer o curso em menos tempo? Quem sabe estudando Psicologia a distância?

Será que essa é uma alternativa viável para conseguir o diploma mais rápido? A resposta você confere a seguir.

Quanto tempo dura o curso de Psicologia a distância?

Os cursos a distância estão fazendo um super sucesso, entre outros motivos, porque cada vez mais pessoas buscam a flexibilidade de adequar os estudos de nível superior à rotina corrida do dia a dia. É uma alternativa de ouro para quem precisa estudar mas não pode, por exemplo, largar o emprego para frequentar as aulas na faculdade todos os dias.

Muita gente imagina que essa flexibilidade permite terminar o curso mais rapidamente, o que não é verdade. A carga horária mínima para cada curso é estipulada pelo MEC pensando tanto na modalidade presencial quanto a distância. Elas só podem ser alteradas para mais horas, nunca para menos.

Só que aqui temos uma má notícia: por enquanto não existem cursos de graduação em Psicologia a distância autorizados pelo MEC.

Como é o curso de Psicologia?

Psicologia é um curso de bacharelado bem fácil de encontrar. Está disponível em mais de 400 faculdades de Norte a Sul do Brasil, com um detalhe: pelo menos 82% dessas instituições pertencem à rede privada de ensino.

Se o seu objetivo é conseguir vaga em universidade pública, redobre os estudos a partir de agora. A concorrência média nacional para entrar numa delas é de 27 candidatos por vaga – e pode ser ainda maior, dependendo da instituição escolhida.

O curso é bastante puxado. Ao longo de cinco anos, o aluno fará uma viagem por diferentes abordagens da Psicologia, como:

• Psicologia e investigação científica

• Processos educativos

• Processos de gestão

• Processos de prevenção e promoção da saúde

• Processos clínicos

• Processos de avaliação diagnóstica

Observe como a graduação é abrangente. Ela envolve desde temas educacionais e de gestão até, obviamente, os aspectos da mente humana – o que inclui as etapas da vida (infância, adolescência, velhice); as doenças e distúrbios mentais; e a análise, diagnóstico, prevenção e tratamento de problemas psicológicos.

O curso não fica restrito à sala de aula comum. Ninguém passa tédio em Psicologia. Há atividades de laboratório e de atendimento psicológico à comunidade, desenvolvimento de projetos de pesquisa, monitorias e visitas técnicas.

Além dos consultórios, clínicas e grandes empresas, como falamos lá no começo do texto, tem muitos outros locais onde o psicólogo formado encontra trabalho.

Dê uma olhada:

• Equipes esportivas de grande e médio porte

• Empresas de análises de tendência de mercado

• Orientação vocacional

• No serviço público

• Em organizações não-governamentais

• Em empresas de consultoria

• Em empresas de tecnologia e startups

• No ensino superior (desde que tenha a formação adequada – mestrado ou doutorado)

Onde encontrar o curso de Psicologia?

O curso de Psicologia está em todo lugar, mas escolher a graduação certa na faculdade ideal não é assim tão simples quanto a gente imagina.

Primeiro é necessário buscar uma faculdade com qualidade reconhecida pelo Ministério da Educação. Esse quesito é importantíssimo, pois só o aval do MEC garante que o seu diploma será reconhecido no mercado de trabalho e que você vai poder trabalhar legalmente como psicólogo.

Depois, é preciso encontrar uma instituição que ofereça a infraestrutura necessária para a realização de um bom curso, com laboratórios de primeira, salas de aula equipadas, projetos de parceria com clínicas e consultórios, etc.

No mais, nunca se esqueça de que o curso de Psicologia é oferecido apenas na modalidade presencial. Uma faculdade perto de sua casa ou do seu trabalho pode vir bem a calhar.

Se você está em busca de algumas sugestões de faculdades legais onde estudar, confira a lista pequena e objetiva que você vê a seguir. Nela constam instituições bem avaliadas pelo MEC e com presença em diversas cidades brasileiras.

Dê uma espiada:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 

Universidade Estácio de Sá (UNESA) 

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 

Universidade de Franca (UNIFRAN) 

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Veja também:

Quanto custa estudar Psicologia?

Está pensando em estudar Psicologia? Já escolheu a faculdade onde vai tentar vaga? Conte para a gente aqui nos comentários!