Os tecnólogos em Gastronomia são os responsáveis pela criação e elaboração de pratos e cardápios e preparação de alimentos. Eles também podem gerenciar equipes, estoques e planejar as rotinas de trabalho.

Não é necessário de diploma para seguir carreira na gastronomia, mas o conhecimento universitário é importante para dar base ao profissional e facilitar sua entrada no mercado de trabalho. Além da graduação, é recomendado que o gastrônomo se especialize por meio de pós-graduações.

Como é o curso tecnólogo de Gastronomia?

O curso tecnólogo em Gastronomia pertence ao eixo de cursos Turismo, Hospitalidade e Lazer e tem duração média de 2 anos. Ele é oferecido nas modalidades presencial e a distância.

O curso também existe no nível bacharelado. A diferença entre eles é que o tecnólogo foca mais em disciplinas práticas e tem menor duração. Já o bacharelado costuma ser mais amplo, com mais matérias teóricas e duram, em média, 4 anos.

O foco de curso pode variar de acordo com a instituição de ensino. A formação pode focada na indústria alimentícia, empreendedorismo, culinária clássica, entre outros.

No curso tecnólogo, os graduandos aprendem a manusear e preparar alimentos, diferenciar e coordenar técnicas culinárias, montar e apresentar pratos, gerenciar pessoas e o fornecimento. Os alunos também são preparados para cuidar da segurança alimentar, processos industriais e da legislação a indústria alimentícia.

A grade curricular do curso é formada por aulas teóricas e práticas, em laboratórios de informática e de práticas de eventos. Os alunos têm aulas de cozinha específicas, como de cozinha francesa, italiana, asiática e brasileira, e aulas de criação. Além disso, eles também aprendem sobre estrutura física, custos, divisão de tarefas e legislação sanitária.

Confira algumas disciplinas do curso:

  • Confeitaria;
  • Controle de Qualidade e Conservação dos Alimentos;
  • Cozinha Fria;
  • Cozinha Internacional I;
  • Dinâmica das Relações Interpessoais;
  • Estrutura e Funcionamento da Cozinha;
  • Estudo das Bebidas;
  • Gastronomia Regional Brasileira;
  • Gastronomia Vegetariana, Funcional e Sustentável;
  • Gestão em Negócios Gastronômicos;
  • Harmonização e Criatividade em Cardápios;
  • História da Alimentação;
  • Hospitalidade: Turismo, Hotelaria e Gastronomia;
  • Legislação Aplicada a Hospitalidade;
  • Nutrição e Segurança dos Alimentos;
  • Organização de Eventos;
  • Panificação;
  • Planejamento e Elaboração de Cardápios;
  • Plano de Negócios;
  • Serviço Sala e Bar;
  • Tendências em Gastronomia;
  • Técnicas de Cozinha Profissional.

O estágio supervisionado e o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) não são obrigatórios para o tecnólogo em Gastronomia.

Quais as áreas de atuação de Gastronomia?

Quanto formado, o tecnólogo em gastronomia podem desempenhar diversas funções: chef ou subchef de cozinha, cozinheiro, auxiliar de cozinha, personal chef, gestor de estabelecimentos culinários, encarregado da segurança alimentar, padeiro, pâtissier, entre outros.

Esses profissionais são encontrados em restaurantes, hotéis, lanchonetes, bufês, hospitais, companhia aéreas, indústria alimentícia, embaixadas e consulados, spas, parques temáticos e aquáticos, empresas de organização de eventos e cruzeiros marítimos.

Além disso, os tecnólogos em gastronomia também podem abrir seu próprio negócio gastronômico, prestar consultorias e, no setor público, atuar na alimentação escolar ou no turismo.

Entre as atribuições desse profissional, listadas no Catálogo Nacional dos Cursos Superiores de Tecnologia, estão:

  • Planejar e organizar eventos sociais, esportivos, culturais, científicos, artísticos, corporativos, gastronômicos e turísticos;
  • Realizar a captação de eventos;
  • Elaborar projetos de captação de recursos para os diversos tipos de eventos;
  • Aplicar e gerenciar o cerimonial, protocolo e etiqueta formal;
  • Coordenar serviços de entretenimento em eventos;
  • Planejar a logística de eventos;
  • Articular a comunicação entre a organização do evento, clientes e patrocinadores;
  • Coordenar estratégias de promoção e vendas de eventos;
  • Desenvolver programas, roteiros e atividades de recreação complementares a eventos;
  • Vistoriar, avaliar e emitir parecer técnico em sua área de formação.

Quanto ganha um tecnólogo em Gastronomia?

Segundo os últimos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), colhidos pelo site Salario.com.br, a média salarial de um tecnólogo em gastronomia no Brasil é de R$ 2.665,62.

A faixa salarial dos profissionais em regime CLT fica entre R$ 2.000,00 (salário mediana da pesquisa), R$ 2.432,88 (média do piso salarial) e R$ 7.028,46 (teto salarial).

Onde cursar o tecnólogo em Gastronomia?

Gostou de conhecer mais sobre o curso de Gastronomia? Além de decidir o curso, você também precisa escolher uma boa instituição de ensino. Para isso, é importante avaliar as notas de cada faculdade no Ministério da Educação (MEC).

Algumas faculdades particulares oferecem bolsas de estudos, descontos nas mensalidades e ingresso sem burocracia, com ou sem a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Se interessou? Então, confira estas faculdades bem reconhecidas pelo MEC para você estudar pagando pouco, no ensino presencial ou a distância:

Leia mais: Mitos e verdades da profissão de cozinheiro

Já decidiu onde você irá cursar Gastronomia? Conta para a gente nos comentários abaixo!