A Terapia Ocupacional é uma ciência da área da saúde dedicada a estudar, prevenir e tratar alterações cognitivas, afetivas, perceptivas e psicomotoras dos pacientes.

O terapeuta ocupacional utiliza inúmeras técnicas para tratar disfunções físicas, mentais, sociais e de desenvolvimento em indivíduos de todas as faixas etárias.

A profissão de Terapia Ocupacional é regulamentada. Para exercê-la, é obrigatório ter diploma de nível superior em curso reconhecido pelo MEC e obter o registro profissional no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito).

Saiba mais sobre a carreira de Terapia Ocupacional, qual graduação fazer, onde estudar e como é a atividade deste profissional!

O curso de Terapia Ocupacional

O curso de Terapia Ocupacional é do tipo bacharelado e tem duração média de quatro anos.

Para ingressar nesta graduação, assim como acontece com qualquer curso de nível superior, é necessário ter concluído o ensino médio e passar por um processo seletivo, que pode ser de vários tipos:

  • Vestibular Tradicional
  • Vestibular Agendado
  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu)
  • Programa Universidade para Todos (ProUni)
  • Desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Trata-se de uma formação que combina disciplinas da área de Ciências Biológicas, como Neurofisiologia, Fisiopatologia e Morfofisiologia, com disciplinas da área de Ciências Humanas, como Psicologia e Políticas de Assistência Social. O objetivo é capacitar o aluno a lidar com pessoas que apresentem dificuldades para realizar suas atividades diárias, seja por motivos físicos, mentais, emocionais ou sociais.

O curso conta com uma série e atividades práticas e de laboratório. Para concluir esta graduação, é necessário passar por estágio supervisionado e apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O diploma de nível superior é obrigatório para exercer a profissão de Terapeuta Ocupacional, assim como o registro profissional junto ao Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito) do estado de atuação.

Faculdades de Terapia Ocupacional

Existem, no Brasil, 61 instituições de ensino superior autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de bacharelado em Terapia Ocupacional.

Entre as principais, destacamos:

Na instituição acima você vai encontrar facilidades como bolsas de estudos, descontos, convênios e financiamento estudantil facilitado.

Você pode consultar gratuitamente todas as faculdades autorizadas pelo MEC que oferecem a graduação em Terapia Ocupacional, bem como a avaliação de cada curso, no portal e-mec.

O que faz um Terapeuta Ocupacional

O Terapeuta Ocupacional utiliza diferentes recursos terapêuticos com o objetivo de tratar disfunções de origem física, mental, social e de desenvolvimento dos seus pacientes, que podem ser crianças, adolescentes, adultos e idosos.

Os recursos utilizados por um Terapeuta Ocupacional podem envolver:

  • Atividades físicas, pedagógicas, lúdicas, artesanais
  • Pintura
  • Jogos
  • Desenhos
  • Teatro
  • Treino para independência pessoal, cuidados pessoais e trabalho

Durante o tratamento, são avaliadas as dificuldades apresentadas pelo paciente nas suas relações interpessoais de trabalho e de lazer decorrentes de sua disfunção. O profissional dessa área desenvolve e acompanha programas terapêuticos, selecionando os métodos, técnicas e recursos apropriados.

De acordo com a regulamentação da profissão, um Terapeuta Ocupacional pode exercer atividades como:

  • Aplicar e avaliar testes de desempenho ocupacional.
  • Prescrever e aplicar técnicas terapêuticas ocupacionais visando estimular, educar, treinar e/ou resgatar o domínio da pessoa sobre suas atividades.
  • Prescrever, confeccionar, ajustar e treinar o uso de órteses e outros dispositivos protéticos.
  • Promover reabilitação de comunidades conforme orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).
  • Desenvolver atividades relacionadas à ergonomia e saúde dos trabalhadores, como planejamento ergonômico de ambientes de trabalho, readaptação profissional, redução do estresse funcional e suas consequências, entre outros.
  • Orientar famílias, cuidadores  e profissionais da saúde.
  • Realizar consultoria, supervisão, assessoria, apoio, auditoria, emitir laudos e pareceres.
  • Lecionar em cursos técnicos, práticos e superiores.
 

O Terapeuta Ocupacional pode atuar em instituições públicas, privadas e beneficentes ou filantrópicas, como por exemplo:

  • Hospitais gerais e especializados
  • Clínicas
  • Consultórios
  • Centros de saúde
  • Escolas e creches
  • Oficinas terapêuticas e profissionalizantes,
  • Instituições penais
  • Instituições geriátricas
  • Centros de reabilitação
  • Centros comunitários
  • Unidades básicas de saúde
  • Empresas e domicílios

O mercado de trabalho para o Terapeuta Ocupacional é amplo. Para conseguir uma boa posição, o profissional deve demonstrar, além das competências técnicas, uma série de características comportamentais, como criatividade, capacidade de se colocar no lugar do outro, respeito à diversidade, solidariedade e, principalmente, gostar de pessoas e de ajudá-las.

Veja também:

Faculdade de Fisioterapia

Você se interessou pela carreira de Terapia Ocupacional? Vai fazer esta graduação? Conte para a gente aqui nos comentários!