Dentre as engenharias, a Mecânica é uma das mais procuradas – perdendo apenas para Civil e de Produção.

Para você ter ideia da dimensão do curso, atualmente temos mais 120 mil alunos matriculados, distribuídos entre instituições públicas e particulares por todo o país.

É de se esperar, portanto, que essa graduação tenha uma nota de corte nas alturas, certo?

Bom, nem sempre – por incrível que pareça!

A seguir, descubra qual é a nota de corte de Engenharia Mecânica nos principais processos seletivos que usam a nota do Enem!

Nota de corte de Engenharia Mecânica

Para conhecer bem as notas de corte de Engenharia Mecânica, ou seja, as pontuações mínimas necessárias para garantir vaga, vamos fazer um passeio pelos programas que utilizam a pontuação do Enem.

São quatro – Sisu, ProUni, FIES e ingresso direto – cada um com um patamar diferente.

Conheça:

Nota de corte para passar em Engenharia Mecânica pelo Sisu

Quem pensa em estudar Engenharia Mecânica em universidade pública precisa caprichar nas notas do Enem.

É que o Sisu, o programa que distribui vaga nessas instituições, é um dos mais concorridos do país.

Aqui só se dá bem que tem uma pontuação alta, especialmente se a ideia for disputar espaço em cursos muito procurados, como os de Engenharia.

Para você ter uma noção mais clara do que estamos falando, a média que deu acesso a Engenharia Mecânica em processos seletivos recentes foi de 720 pontos!

As últimas edições do Sisu têm registrado uma ligeira queda na nota de corte média para entrar na Engenharia Mecânica. Comparativamente, em seleções de anos anteriores, a nota chegou a atingir 740 pontos.

Entre as instituições mais procuradas, a nota de corte é ainda mais alta, podendo variar entre 800 e 860 pontos.

No outro extremo, as menores notas de corte registradas oscilaram entre 637 e 660 pontos. Menos do que isso, é quase impossível de achar!

Por esse motivo é tão importante investir em uma boa nota no Enem – conselho que vale também para quem pensa em tentar outras engenharias (elétrica, mecatrônica, de computação, civil, etc.).

Para disputar uma vaga pelo Sisu é necessário ter feito o Enem mais recente e obtido nota acima de zero na redação. O programa conta com duas edições anuais.

Nota de corte para passar em Engenharia Mecânica pelo ProUni

No ProUni, a situação não é muito diferente do Sisu.

Quem quer fazer Engenharia Mecânica em faculdade privada com bolsa de estudos bancada pelo governo federal precisa caprichar na nota do Enem.

Aqui, a média para conseguir entrar na maioria das opções é de 680 pontos.

Mesmo entre as faculdades menos concorridas, a nota de corte se mantém relativamente alta, variando entre 620 e 650 pontos.

Já entre as mais procuradas, varia entre 700 e 720 pontos.

Para tentar uma bolsa do ProUni é preciso ter feito o Enem mais recente e obtido 450 pontos ou mais na média das provas, sem ter zerado a redação. É necessário ainda comprovar renda familiar de até três salários mínimos por pessoa e ter feito todo o ensino médio em escola da rede pública. Todos os anos são lançadas duas edições do programa.

Nota de corte para passar em Engenharia Mecânica pelo FIES

Dos programas de acesso ao ensino superior comandados pelo governo federal, o FIES é o único que não tem notas tão altas em Engenharia Mecânica.

Em média, é possível conseguir o financiamento estudantil com cerca de 580 pontos – bem mais tranquilo que no Sisu ou no ProUni.

Mas como estamos falando de um curso de Engenharia, sempre concorrido, encontramos no FIES também pontuações altíssimas. Quem tentou financiar os estudos na PUC Minas ou na PUC Rio teve, por exemplo, de chegar à disputa com nota acima de 710 pontos.

No outro extremo da tabela, um respiro: vagas que exigem notas bem mais baixas, na faixa dos 470 pontos.

A vantagem do FIES é conceder crédito estudantil a juros baixos e, acima de tudo, oferecer condições facilitadas para pagamento da dívida, que só é cobrada depois da formatura.

A seleção exige que os candidatos tenham o perfil de renda familiar exigido pelo programa e apresentem determinada pontuação mínima no Enem – vale qualquer edição a partir de 2010.

Nota de corte para passar em Engenharia Mecânica pelo ingresso direto

O ingresso direto é a forma mais simples de garantir vaga em Engenharia Mecânica.

O candidato só tem de encontrar o curso na faculdade desejada, informar as notas obtidas em qualquer Enem a partir de 2010 e pronto.

Depois é só efetivar a matrícula e contar os dias para início das aulas.

Utilizado por faculdades privadas em todo o país, o ingresso direto oferece a vantagem de conseguir vaga sem ter de encarar o vestibular.

Nesse sistema ,as notas de corte não são claras como as do Sisu, ProUni ou FIES porque cada instituição tem seu próprio parâmetro de pontuação.

Entretanto, em quase todas as situações as notas de corte são mais baixas que as verificadas nos demais processos seletivos. Em algumas faculdades, basta não ter zero na redação.

Onde encontrar boas faculdades de Engenharia Mecânica

A grande maioria das vagas em Engenharia Mecânica está na rede privada de ensino.

Por isso é bom, antes de entrar em qualquer processo seletivo, pesquisar quais são as melhores instituições, as que têm reconhecimento junto ao MEC e são respeitadas no mercado de trabalho.

Para facilitar, a gente separou algumas faculdades onde você pode tentar estudar Engenharia Mecânica via ProUni, FIES ou ingresso direto.

Dê uma olhada:

Veja também:

Conheça as melhores faculdades de Engenharia de Produção

Conte para a gente o que você achou das notas de corte de Engenharia Mecânica!