O que é Educação Básica

Também chamada de Ensino Básico, é a primeira etapa do sistema educacional do brasileiro e corresponde a todos os anos da educação escolar, antes do Ensino Superior.

Ao longo dos últimos anos, algumas mudanças foram implementadas neste ciclo de ensino e, por isso, nem todos sabem como se constitui a Educação Básica.

Durante a Educação Infantil são desenvolvidos aspectos físicos, psicológicos, intelectuais e sociais das crianças entre 0 e 5 anos de idade. O Ensino Infantil acontece, principalmente, em creches e pré-escolas.

Já o Ensino Fundamental é dividido em dois ciclos, os Anos Iniciais e os Anos Finais. A primeira etapa, também conhecida como Fundamental I, vai do 1º ao 5º ano, e é voltada para crianças de 6 a 10 anos de idade. A segunda, chamada Fundamental II, atende os alunos entre 10 e 14 anos de idade. Os objetivos educacionais desta etapa compreendem desde o pleno desenvolvimento da leitura e cálculo até o pensamento crítico.

Com duração de três anos, o Ensino Médio encerra o ciclo da Educação Básica. Focado nos alunos de 15 a 17 anos, seu papel principal é consolidar os conhecimentos adquiridos nas etapas anteriores, preparando-os para o ensino superior e o mercado de trabalho. 

Etapas da Educação Básica

A partir de 1996, a Educação Básica passou a ser formada por etapas e modalidades de ensino, de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação. São elas: Ensino Infantil, Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II e Ensino Médio.

Veja as principais competências detalhadas na Base Nacional Curricular Comum: 

  1. Conhecimento;
  2. Comunicação;
  3. Cultura Digital;
  4. Argumentação;
  5. Empatia e cooperação;
  6. Pensamento criativo, crítico e científico;
  7. Repertório cultural;
  8. Trabalho e projeto de vida;
  9. Autoconhecimento e autocuidado;
  10. Responsabilidade e cidadania.

Estas habilidades devem ser desenvolvidas ao longo de toda a vida escolar do aluno, através de diferentes atividades como projetos em grupo, por exemplo. 

Modalidades da Educação Básica

Existem sete modalidades de ensino na Educação Básica:

  1. Educação de Jovens e Adultos (EJA): para adultos que não completaram os estudos na idade ideal;
  2. Educação Especial: para alunos com alguma deficiência (PcD) ou altas habilidades (superdotados);
  3. Educação Profissional e Tecnológica: cursos específicos e de curta duração em que o aluno recebe um diploma técnico qualificando sua habilidade;
  4. Educação do Campo: voltado para a população rural, com as adaptações necessárias;
  5. Educação Escolar Indígena: para a população indígena, em diferentes contextos (floresta, aldeia, aldeia urbanizada e cidade);
  6. Educação Escolar Quilombola: para a população quilombola, em suas terras e respeitando sua cultura;
  7. Educação a Distância (EaD).

Educação Básica no Brasil

Segundo dados do IBGE de 2018, mais de 2 milhões de crianças e adolescentes estão fora das escolas no Brasil.

Veja abaixo o número de matrículas por etapa de ensino segundo o Censo Escolar realizado há dois anos:

  • Ensino Infantil: 8,7 milhões de matrículas;
  • Ensino Fundamental I (Anos Iniciais):  15,1 milhão matrículas;
  • Ensino Fundamental II (Anos Finais): 12 milhões matrículas;
  • Ensino Médio: 7,7 milhões de matrículas.

Ao todo, o Censo Escolar de 2018 registrou em torno de 44 milhões de matrículas no Ensino Básico. Dentre os alunos, 36 milhões estudam em escolas públicas e 8 milhões em instituições privadas. Além disso, aproximadamente 88% das matrículas foram feitas em escolas urbanas, enquanto apenas 12% se referem à instituições localizadas em zonas rurais.

Dicas para escolher a escola para o seu filho

Uma das maiores preocupações dos pais e responsáveis diz respeito a educação que a criança receberá ao longo de sua vida. A escolha da escola é uma questão delicada que envolve diversos fatores como: método de ensino, valor e localização.

Para ajudar neste processo, separamos algumas dicas para escolher a escola para o seu filho.

Localização da escola

Opte por escolas próximas ao seu trabalho ou a sua casa. Dessa forma, caso aconteça alguma emergência, você pode chegar ao local com mais facilidade. Além disso, longos trajetos podem deixar a criança cansada e desanimada antes mesmo das aulas. 

Método de ensino e corpo docente

Hoje em dia existem diversas linhas de ensino, o que pode deixar muitos responsáveis confusos na hora de escolher. Por isso, é essencial conversar com os diretores e coordenadores pedagógicos para entender como a metodologia funciona na prática, e se é compatível com o que você conhece e deseja. 

A equipe de professores, a quantidade de alunos por sala e a estrutura física da escola também são aspectos importantes a serem levados em conta na hora da decisão.

Além do método de ensino aplicado, a escola investe em conhecimento?

O mundo está em constante mudança e é papel das instituições de ensino acompanhar as tendências do meio em que está inserida. A escola não é responsável apenas pela construção acadêmica e cognitiva da sua criança, mas também pelo seu desenvolvimento socioemocional.

Por isso, verifique se a escola está aberta a fazer parte da mudança e se investe em tecnologia e ferramentas para preparar os seus alunos para a sociedade e o novo mercado de trabalho.

Relacionamento entre escola, aluno e família

Este, provavelmente, é o fator que mais influencia na procura pela escola para a sua criança e também deve ser o primeiro na lista de prioridades. 

Ao pesquisar por uma instituição de ensino, tenha em mente o tipo de educação que você gostaria que a sua criança recebesse. É compatível com as suas crenças e valores? Tem a ver com a forma que você a educa? 

Dependendo da idade da sua filha ou do seu filho, ele não conseguirá opinar, mas é importante levar os interesses dele em consideração. 

A escola pode ser uma das mais inovadoras da sua cidade, ser próxima da sua casa e ter uma ótima linha de ensino, mas nada disso adiantará se o aluno não se sentir acolhido e confortável. 

Viabilidade 

Aspectos básicos devem ser levados em conta na hora de escolher a escola ideal. Uma prática que pode te ajudar, é fazer uma lista com todos os pontos que são importantes para você.

Dessa forma, ao visitar o local, você pode visualizar e analisar se escola atende às suas necessidades como:

  • Valor da mensalidade;
  • Localização;
  • Período de estudo disponível (matutino, vespertino, integral);
  • Calendário escolar;
  • Merenda e lanches oferecidos;
  • Grade curricular;
  • Eventos comemorativos.

Referências e recomendações

Em meio a um mar de opções de escolas, ter recomendações e referências de conhecidos e profissionais pode facilitar o processo de escolha. 

Converse com responsáveis que matricularam os seus filhos no colégio em que você está interessado, e fale também com aqueles que tiraram suas crianças de lá. Procure por avaliações na internet em sites e blogs de referência na área. Tire todas suas dúvidas, mas mantenha em mente que cada criança terá uma experiência própria. 

Escolas para a Educação Básica

Já demos dicas de como escolher a escola ideal para a sua filha ou filho, desde o Ensino Infantil até o Ensino Médio. Agora separamos algumas dicas de escolas para cada etapa da Educação Básica.

Lista de creches e berçários:

Lista de escolas para o Ensino Fundamental 1 e 2:

Lista de escolas para o Ensino Médio:

Bolsas de estudo para a Educação Básica

Atualmente, 36 milhões de brasileiros estão matriculados em escolas públicas, porém, programas de bolsas de estudo facilitaram o acesso à educação em instituições particulares. Um deles, é o Melhor Escola. 

O site conta com mais de 4,5 mil escolas parceiras ao redor do Brasil e oferece descontos de até 80%. No Melhor Escola, você pode encontrar a escola ideal perto da sua casa e por um valor acessível. A plataforma disponibiliza também avaliações feitas por pais, alunos e funcionários baseadas nos seguintes pilares: desenvolvimento socioemocional, preparação para o vestibular e infraestrutura da escola. 

 

Já sabe qual escola colocar sua criança? Conte pra gente nos comentários!